O que fazer em Londres

O que fazer em Londres? Roteiro de 5 dias.

Nesse post, vou listar o que fazer em Londres, mostrando o que eu acho que sejam as principais atrações. Eu dividi por dias, pensando mais na distância entre os pontos e no tempo geralmente gasto em cada um deles.

A ideia é que o viajante possa montar o seu próprio roteiro de acordo com o que ele mais gosta de fazer.

No meu caso, meus primos moravam em Londres quando fui para lá. Então, os meus roteiros foram mais baseados no tempo que eu tinha sem eles e as atrações turísticas não foram visitadas de forma organizada.

Ah, quantos dias ficar em Londres? Não menos que cinco dias para uma primeira vez. Tem muita coisa para fazer!

O que fazer em Londres em 5 dias?

Dia 1

  • Admirar o Big Ben e o prédio do parlamento inglês.
  • Ter um momento religioso na Westminster Abbey. Para entrar só na igreja não precisa pagar.
  • Ver a troca da guarda no Bunckingham Palace. Confira a programação completa e os horários!
  • Passear pela Trafalgar Square e visitar a National Gallery. É de graça!
  • Andar ou só observar a London Eye. Para quem comprar online e com antecedência tem desconto.
  • Passear pela Southbank, às margens do Rio Tâmisa, da London Eye até a Ponte Waterloo.
  • Entrar na loja Harrods, ela é gigante e luxuosa. Talvez não dê para comprar nada, mas vale admirar.
  • Escolher visitar pelo menos um dos três museus de South Kensington: Victoria e Albert, Museu de História Natural ou o Museu de Ciências. Todos são free!
  • Fotografar o Royal Albert Hall e o Albert Memorial que são tributos ao Príncipe Albert, marido da rainha Victoria.
  • Relaxar e fazerum piquenique no Kensington Gardens – lado oeste do Hyde Park.

Dia 2

  • Conhecer a St. Pauls Cathedral – o local em que Charles e Diana se casaram.
  • Desbravar o Tate Modern, que é um espaço cultural bem legal com um restaurante com vista panorâmica da área financeira de Londres.
  • Visitar a Tower of London. Os barcos para lá saem do píer Bankside.
  • Pegar o barco com destino a Greenwich e conhecer o Old Royal Naval College, o National Maritime Museum, a Queen´s House e o Royal Observatory. Entrada gratuita!
  • Caminhar do Tate Modern até a Tower Bridge, admirando o Shakespeare´s Globe e a arquitetura dessa parte da cidade e depois atravessar a ponte.

Dia 3

  • Quer ver grafite? Vá à Brick Lane. O bairro é alternativo, tem muita arte a céu aberto e alguns brechós famosos. Outra opção famosa, é o Leake Street que fica embaixo da Waterloo Station.
  • Quer mercadão? Bora visitar o Mercado das Flores – Columbia Road Flower Market – e o Brick Lane Market aos domingos. O mercado mais antigo de Londres, o Spitalfields Market, funciona quase todos os dias, com exceção de  segunda e sábado.

Dia 4

  • Desbravar o British Museum que é gigante e gratuito.
  • Perca-se na Seven Dials, que é o encontro de sete ruas. a região tem muitos restaurantes, brechós, lojinhas e bares.
  • Faça compras durante o dia e aproveite as baladas durante à noite na região da Piccadilly Circus e na Oxford Street.

Dia 5

  • Por último, e nem de longe menos importante, vá obrigatoriamente à Camden Town. O meu lugar favorito de Londres. Lá tem muitas lojinhas, barraquinhas de comidas, pubs, incluindo o que a Amy Winehouse frequentava. Além da estátua da cantora.

Noite em Londres

Acabei participando de uma despedida de solteira em Londres de uma amiga dos meus primos. Fomos a uma balada na região da Piccadilly Circus, não pagamos para entrar, ficamos em um tipo camarote e era open bar.

No lugar que fui, as músicas eram bem legais, pop e hip hop famosos, e a decoração era estilo francês. A galera se pega pesado na casa noturna e acaba muito cedo, às 2h. Depois disso, há festas alternativas em bairros longe do centro que começam umas 3h e por aí vão.

Fui também há uma festa em Camden, na KOKO, que é uma casa de shows incrível. O edifício foi construído em 1900 e era um teatro. Lá eu curti um show do Criolo com uma energia bacana e um monte de brasileiros perdidos nesse mundão.

Assim, acaba meu primeiro mochilão pela Europa!

Saiba como se locomover em Londres!

Como se locomover em Londres

Como se locomover em Londres?

Se locomover em Londres não é muito difícil, o sistema de transporte público é bem amplo e eficiente. Você pode ir a qualquer lugar de ônibus, trem ou metrô.

Tratando-se de transporte público, acho que a pior parte é entender qual a melhor forma de pagar por ele. Como assim? O sistema de cobrança é inteligente, porém um pouco confuso.

Cartão Oyster

Para facilitar, adquira seu cartão Oyster logo de cara. Ele custa 5 libras, porém, antes de ir embora, você pode devolvê-lo e pegar seu dinheiro de volta. As passagens avulsas não valem a pena para quem vai usar mais de duas durante a estadia, ou seja, quase todo mundo.

O Oyster vale para todos os tipos de transporte público na Grande Londres: ônibus, metrô, trem, overground, tram e DLR. Você pode adquiri-los em máquinas nas estações, inclusive no aeroporto.

Zonas

Como em vários outros locais da Europa, a cidade é dividida em zonas. Os valores das passagens mudam de acordo com o local que você vai. Em Londres, você vai basicamente usar as zonas 1 e 2. Na zona 6 está o aeroporto de Heathrow.

Conclusão: compre passagens para as zonas 1 e 2 e já está ótimo.

Recarregar o cartão oyster

  • Pay-as-you-go (pré-pago): você carrega o cartão com uma quantia “x” e o valor da passagem vai sendo descontado, sendo que há um teto diário e você não ultrapassa ele. Ou seja, você usa quanto quiser e não ultrapassa o valor máximo estabelecido para as zonas em que você esteve. Os limites diários são calculados durante um período de 24 horas, cobrindo todas as jornadas iniciadas entre as 04:30 e até às 04:29 no dia seguinte.
  • Travelcard: que é quando você escolhe semanal, mensal ou anual e gasta a vontade nesse período dentro das zonas 1 e 2.

App de transporte

O mais usado é o CityMapper. Ele fala qual o transporte você deve utilizar, o percurso, o tempo de viagem e  o horário em que o meio de transporte escolhido irá passar. Outras opção é o já conhecido Google Maps.

Táxi x Uber

Em Londres tem Uber, sim, e é muito, mas muito mais barato do que táxi. Meus amigos que moram em Londres, dizem que o táxi é muito caro e é mais para turista mesmo. Local anda de transporte público e no máximo pega Uber à noite.

O que fazer em Londres? Roteiro de 5 dias. 

Como ir de Amsterdam a Londres?

Como ir de Amsterdam para Londres?

O meio mais cômodo de ir de Amsterdam para Londres é o trem. O tempo de voo é curto, mas se for pensar no deslocamento até o aeroporto, check-in e embarque acaba não sendo tão fácil assim. A maneira mais econômica, mas que demora mais, é o ônibus. Vamos aos detalhes!

Avião

Há voos para os vários aeroportos de Londres e de diferentes companhias aéreas, como: KLM, British Airways, Flybe e EasyJet. Eles podem ser bem baratos, mas você tem que analisar que alguns ficam bem distantes do centro da cidade e o trem até chegar a sua hospedagem pode ser bem caro.

O tempo médio desse percurso é de 3h40. Sendo cerca de 1 hora de voo.

Trem

O trem sai da estação central de Amstedam e chega a estação London ST Pancras. A empresa que faz o percurso Amsterdam/Bruxelas é a Thalys, a segunda parte Bruxelas/Londres é feita pela Eurostar, mas você compra o ticket junto.

Comprando com antecedência, é bem mais barato. A viagem fica em torno de 56 euros na classe Comfort 2. O tempo do deslocamento é de quase 5 horas no total.

O trem tem wifi, tomadas e você pode levar duas bagagens.

Ônibus

O ônibus é aquela opção para quem tem tempo ou grana curta. Foi a escolhida por mim e não me arrependo!

Peguei um ônibus noturno, que é ainda mais barato, e foi uma experiência bem diferente. O veículo sai de Sloterdijk, que não dá nem cinco minutos de trem da estação central de Amsterdam, e  chega na Victoria Station, em Londres.

Duas curiosidades sobre a viagem que você precisa saber:

  • A primeira é que você atravessa o canal em um ferry chique. É preciso descer do ônibus e a embarcação é parecida com um navio de cruzeiro.
  • A segunda é que você precisa descer do ônibus de novo para fazer a imigração. Primeiro você registra sua saída da França e depois entra no Reino Unido. Leve seus documentos normais para imigração, eu só desci com o passaporte e mais nenhum comprovante. Foi bem tranquilo, mas acho que poderia não ter sido por não ter como provar minha volta ou estadia.

RESUMO DA MINHA VIAGEM

Empresa: Ouibus

Tempo de viagem: 9h50

Valor: 25 euros (vi que tem passagem por 20 euros)

Saída: Sloterdijk

Chegada: Victoria Station

O que fazer em Londres? Roteiro de 5 dias.