Pisa Itália

Bate e volta saindo de Florença para Pisa e Lucca

O trem é sem dúvida a melhor opção para se ir de Florença a Milão. Além de ser a forma mais rápida, pode ser também bastante barato se a passagem for comprada com antecedência. A diferença de valor é enorme.

Como chegar a Pisa?

Há duas possibilidades: pegar o trem mais rápido (1 hora de viagem) na Firenze S. M. Novella. Descer na Pisa Centrale e andar por quase 30 minutos. Ou escolher o trem regional (1h 30 de viagem), ir até a Pisa San Rossore e andar cinco minutos até a Torre. O valor é de cerca de 8,40 euros pela Trenitália.

Em um outro post, expliquei e dei dicas de como andar de trem na Itália.

O que fazer em Pisa?

A atração da cidade é mesmo a Torre de Pisa. Ela fica como se fosse em um parque.

No gramado muitas pessoas fazem piqueniques ou simplesmente deitam na grama para relaxar.

No espaço, há ainda a Catedral, a Ópera do Duomo, o Batistério, o Cemitério e a “Sinopie”. Não vi filas para comprar os ingressos para visitar o interior das atrações, mas se quiser pode garantir os ingressos pelo site.

Na entrada tem um Mc Donald´s. Comprei o lanche lá e também fui comer no espaço verde do “Quadrado dos Milagres”. Sempre carrego uma canga comigo nas viagens.

Faça a turista empolgada e tire as fotos clichês com a Torre!

Como ir de Pisa a Lucca?

Pegue um trem, nesse caso só tem regional mesmo, na Pisa San Rossore para Lucca. O trajeto é bem curto, cerca de 20 minutos e o valor “baixo” – 3,50 euros. Além da estação ser na frente de uma das entradas da muralha.

Dicas: só há máquinas para compra de bilhetes na Pisa San Rossore, então, se puder, compre o bilhete antes. Outra coisa, você precisa ficar esperta na plataforma que o trem vai passar e no horário. Ele não fica muito tempo na plataforma.

O que fazer em Lucca?

Lucca é uma cidade da Toscana envolta por uma grande muralha. Só isso já poderia ser um motivo para conhecê-la, mas por detrás das pedras há uma encantadora vila. Andar a pé ou de bicicleta é a melhor opção para andar por suas ruelas.

Quando se tem pouco tempo, como em um bate e volta, a bike ajuda bastante. É possível alugá-la, deixando um documento ou o cartão de crédito como garantia.

Pegue um mapa da cidade e se jogue. Algumas atrações são: a Igreja San Michele in Foro, a Casa di Puccini, o Anfiteatro Romano, o Duomo de San Martino, o Palazzo Pfanner, a Torre Guinigi e as praças.

Como ir de Lucca a Florença?

A volta é em trem regional. Dura cerca de 1h 20 e custa 7,50 euros.

Ainda dá para chegar em Florença e aproveitar a noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *