Largo da Ordem e Museu Oscar Niemeyer

No nosso último dia em Curitiba, que era um domingo, fomos à Feira do Largo da Ordem. Lá tem barraquinhas vendendo de tudo: artesanato, comida, livros, brinquedos, acessórios e roupas. Estava até rolando um Festival de Dança nesse dia.

O lugar é bastante movimentado e atrai os locais e os turistas. Para quem quer se sentir da cidade o passeio é basicamente obrigatório.

Para terminar nossa viagem, seguimos para o Museu Oscar Niemeyer, o MON, para dessa vez conhecê-lo por dentro. Como gostamos bastante de arte, adoramos o passeio.

O museu recebe grandes exposições e vale a visita!

Veja o que rolou na viagem para Curitiba!

Diário de viagem: pontos turísticos de Curitiba

Mais um dia para conhecer os pontos turísticos de Curitiba.

Onde comer em Curitiba?

O bairro de Santa Felicidade é conhecido por ter muitos restaurantes de comida italiana, além de lojas de vinhos e de artesanato. Domingo é o dia mais movimentado por lá. Almoçamos no restaurante mais famoso da região, o Madalosso.

1

O esquema do local é de rodízio, que inclui massas, frango, polenta, saladas, risotos e outras coisas que eu não lembro agora. O Madalosso é bem grande e é considerado o maior restaurante da América Latina.

Bosque Alemão

Depois de comer até quase explodir, seguimos para o Bosque Alemão. O que eu mais gostei do parque foi a Trilha João e Maria que tem como destino a casa da bruxa. Um lugar ótimo para levar as crianças.

2

Barigui

Ai foi a vez do parque mais popular da cidade, o Barigui. Próxima parada: Praça Espanha. Estava rolando uma feira de carros antigos e de artesanato por lá. A galera se reúne no local para beber, conversar e fazer um som com o violão.

Mais pontos turísticos

Como gostamos muito de futebol, fizemos questão de passar pela Arena da Baixada, que será palco de jogos da Copa do Mundo de 2014. Na frente dele há um parque com uma pista de skate.

Seguimos para o centro, para tentar ver o que tínhamos perdido no dia seguinte. Passamos pelo Passeio Público e outros locais que não lembro o nome. Consegui andar pela Rua das Flores, que tem uns cafés e muitas lojas.

????????????????????

Terminamos nossa saga no Teatro Paiol, que antes era um abrigo de pólvora, mas se transformou no primeiro teatro de arena da cidade.

Mais comida

A noite terminou mesmo com uma comida mexicana deliciosa no Taco El Pancho, no bairro do Batel. É nesta região que ficam vários bares e baladas.

Veja como foram os outros dias da viagem por Curitiba!

Unilivre

Diário de viagem: o que fazer em Curitiba?

O dia começou cedo, tem bastante coisas para fazer em Curitiba e tínhamos poucos dias na cidade.

Museu Oscar Niemeyer

Seguindo o mapa que eu havia feito, decidimos ir primeiro ao Museu Oscar Niemeyer, o MON ou Museu do Olho. A arquitetura do local é realmente incrível. Não conseguimos entrar no museu, pois ele ainda estava fechado. Porém, fomos em um outro dia novamente. O horário de funcionamento do MON é das 10h às 18h e abre de terça a domingo.

Bosques e Parques

A segunda parada foi o Bosque do Papa, que fica colado ao museu. Ele foi inaugurado em 1980, após a visita de João Paulo II a cidade. Dentro do parque há o Memorial da Imigração Polonesa e casas construídas pelos poloneses.

blo

Outro parque que visitamos foi o Parque São Lourenço. Nós deparamos com umas ovelhas no local. Notamos que havia uma galera treinando para corridas, mas acho que é por que teria uma no dia seguinte pelas ruas da cidade. O local abriga o Centro de Criatividade de Curitiba.

De lá seguimos para o Parque das Pedreiras. O local possui um visual bem bonito com cascatas e muito verde. É aqui também que fica a Ópera de Arame, um teatro com uma arquitetura bem ousada. Ele estava em reforma na parte interna quando fomos.

Unilivre

O próximo parque da lista foi o Tanguá que tinha uma vista e um jardim bem legais. Depois fomos a Universidade Livre do Meio Ambiente, a Unilivre, que eu particularmente amei. Uma energia e um visual incríveis. Queria estudar lá.

Finalizamos nossa manhã no Parque Tingui, que abriga o Memorial Ucraniano, mais uma homenagem aos imigrantes de Curitiba. Lá há uma réplica da igreja São Miguel Arcanjo com objetos religiosos, passankas – aqueles ovos pintados à mão – e artesanato ucraniano. Rola até uma musiquinha ambiente.

Fizemos tudo isso em uma manhã, milagre!? Não, tudo era bem próximo. A impressão que eu tenho é que tudo em Curitiba leva no máximo 15 minutos de distância de carro.

Mais atrações de Curitiba!

Diário de viagem de Curitiba

Vou começar este diário de viagem de Curitiba com uma dica que serve para qualquer viagem que você planeje fazer. Sempre monte um mapa no Google com todos os lugares que deseja conhecer. Assim fica bem mais fácil de fazer um roteiro que economize tempo, dinheiro e distâncias.

Jardim Botânico

Por isso, o lugar que escolhemos conhecer primeiro foi o Jardim Botânico, que fica perto da Régis Bittencourt. Eu adorei o lugar, bonito, tranquilo e bem cuidado. Aliás, o meu encantamento por Curitiba começou ali.

????????????????????

Hospedagem em Curitiba

Para variar eu fiquei hospedada em hostel. O escolhido da vez foi o Motter Home. O lugar é bem bonitinho e fica em uma casa da década de 1950.

O atendimento é excelente, os quartos são confortáveis e limpos, e o café da manhã é bom. É possível alugar quartos para casal com ou sem o compartilhamento de banheiro.

Torre Panorâmica

Torre Panorâmica de Curitiba

Depois de nos instalarmos, fomos a Torre Panorâmica que tem uma vista bem legal de toda a cidade. Excelente para curtir o pôr-do-sol.

Notei que vários pontos turísticos de Curitiba têm a manutenção feita por empresas privadas. A Torre Panorâmica é um deles. Uma divisão entre público e privado.

Bar do Alemão

Bar do Alemão em Curitiba

Tentamos passear pelo centro da cidade, mas como era uma sexta-feira acabamos pegando muito trânsito e não conseguimos lugar para estacionar o carro por lá.

Mesmo assim deu para ver alguns pontos turísticos.

À noite fomos a um lugar que eu particularmente amei: o Bar do Alemão.

Demoramos um pouco para achar a entrada, pois era bem discreta, mas dentro era bem grande. Chope gelado e uma comida sensacional.

Ele fica no Largo da Ordem, onde tem vários bares legais.

Como ir de São Paulo a Curitiba de carro.

Diário de viagem de Curitiba. 

Viagem de carro de São Paulo a Curitiba

A minha ideia nessa viagem era comemorar o meu aniversário de namoro.  O lugar deveria ser fora de São Paulo, mas que fosse possível ir de carro e desse para conhecer em três dias. Após dar uma olhada no Google Maps, lembrei-me de Curitiba.

Conhecia a cidade de uma passagem relâmpago. Pois a minha viagem tinha como destino Santa Catarina, e decidi que precisava explorar melhor o local.

O caminho

Sai de São Paulo numa sexta-feira muito cedo para tentar fugir do trânsito. Mas ainda assim peguei um pouco de congestionamento na Marginal Tietê.

A estrada que vai de SP até Curitiba é a Régis Bittencourt, ela tem uns trechos bastante perigosos, principalmente pela grande quantidade de caminhões e por ser mão dupla.

Distância de São Paulo a Curitiba

Por isso, apesar de serem cerca de 400 km de distância entre as duas capitais, a viagem dura, em média, seis horas.

Pedágio

Os pedágios são baratos. Gastamos R$ 21,60 ida e volta, sim é mais barato do que ir até a Praia Grande.

Uma dica para quem quer viajar de carro é acessar o site Em Sampa, ele mostra a distância em quilômetros, o caminho e os preços de cada pedágio, e funciona mesmo, viu!?

Vantagem de ir de carro a Curitiba

blog

A vantagem de ir de carro, apesar de a viagem ser cansativa, é poder ter um meio de locomoção próprio por lá, que economiza tempo e pode te dar maior mobilidade pela cidade.

O que fazer em Curitiba?