Roteiro Amsterdam

O que fazer em Amsterdam: Roteiro de 2 dias

Não é muito difícil saber o que fazer em Amsterdam em 2 dias. As principais atrações podem ser visitadas tranquilamente nesse período.

Importante lembrar que eu considero os dois dias como sendo inteiros no local, sem os períodos de deslocamentos. Alugue a sua bicicleta e bora desbravar a capital da Holanda!

Café da Manhã

Se tem uma coisa que eu amava fazer na Europa era tomar café da manhã (e da tarde) . O fato de não ter essa refeição inclusa nas minhas hospedagens me fez conhecer algumas cafeterias deliciosas.

Em Amsterdam, eu tomei café na Coffe Company e na Nutella Ice Bakery – eu amo waffles e o desse lugar é muito bom. Recomendo!

Dia 1

Museumplain

Você pode começar o dia passeando pelo Vondelpark. O parque público é uma graça e, além de turistas, é um ponto bastante frequentado pelos locais.

Próximo passo, conhecer a Praça dos Museus e já garantir a sua foto no letreiro “I Amsterdam”. Em Museumplain, você pode visitar:

  • O Rijksmuseum é o Museu Nacional da Holanda. Ele guarda importantes obras e permite saber mais sobre a história artística e cultural do país. A principal atração é a Ronda Noturna, de Rembrant.
  • O Van Gogh Museum abriga a maior coleção do mundo dedicada ao artista.
  • Já o Stedelijk é dedicado às artes modernas e contemporâneas e ao design.

Se gostar de licores, vale visitar a House of Bols, the Cocktail & Genever Experience.

Leidseplein

A Leidseplein é uma praça bastante movimentada com cafés, restaurantes, pubs e coffeshops. Dá para aproveitar e almoçar por aqui. Eu particularmente comprei comida no mercado e fui comer em um parque. A essa altura da minha viagem a grana já estava bem curta.

Heineken experience

Eu amei fazer a Heineken Experience. Para mim, foi uma forma diferente de visitar uma empresa, fábrica e tal. Achei a experiência bastante completa com história, fabricação, patrocínios e cerveja, claro.

Principalmente na alta temporada, compre o ingresso antecipado pelo site ou em várias lojas espalhadas pela cidade.

No tour, é possível fazer uma degustação durante a visita e tomar dois chopes ao final. Além de alguns outros copos em uma espécie de aula de tirar chopp, com direito a certificado e tudo.

Bloemenmarket

Para continuar o roteiro, vamos imaginar que você ainda esteja bem depois de beber e que vá entre abril e outubro a Amsterdam. Nessa época do ano, escurece bem mais tarde e o Mercado das Flores fica aberto até às 19h.

No meu caso, eu fui ao Burguer King que tem próximo ao mercado para comer um lanche e fazer passar o efeito do Heineken Experience.

No Bloemenmarket são vendidas tulipas, bulbos de flores e sementes, inclusive de Cannabis. Além de souvenires como abridor de garrafas, imãs de geladeira, queijos, roupas, pirulito de maconha e muito mais. Fiquei lesada só de entrar em uma loja de lá chamada The Magic Mushroom Gallery.

Dia 2

Anne Frank Huis

Para visitar a Casa da Anne Frank, recomendo fortemente comprar o ingresso pela internet com uma antecedência considerável. As filas da bilheteria são enormes, há horários exclusivos para os visitantes com tickets online e os bilhetes se esgotam rapidamente. Fique atento!

Próximo a casa, há um monumento a Anne Frank e a Westerkerk – maior igreja protestante da Holanda.

Begijnhof

Quer conhecer uma espécie de Jardim Secreto de Amsterdam? Visite o Begijnhof. Ele fica bem escondido, em uma entrada discreta. Mas em seu interior há um pátio medieval com casas ao redor uma charmosa igreja.

Compras – Kalverstraat

Próximo a Begijnhof fica o Kalverstraat, o calçadão e seus arredores reúnem muitas lojas e é o ponto alto para quem gosta de fazer compras.

coração de amsterdam

Subindo até o final da Kalverstraat, você chega ao Palácio Real de Amsterdam. Próximo a ele, estão o Nieuwe Kerk, que é um templo religioso, a Praça Dam  com o Monumento Nacional e o Museu de Cera Madame Tussauds de Amsterdam.

Red Light District

Você pode seguir a Damstraat e depois subir pelo canal até a De Oude Kerk. No caminho, há coffeshops, inclusive o primeiro e mais famoso deles, o Bulldog.

Passeie pelas ruazinhas do bairro e se depare com as famosas vitrines com prostitutas. Elas ficam com roupas provocantes e é proibido fotografá-las.

Na Oudezijds Achterburgwal fica o Museu da Maconha, locais para quem quer assistir Sexo ao Vivo, o Museu da Prostituição e o Museu do Sexo. Coloque seus puderes de lado e desbrave a região.

Noite em Amsterdam

A noite em Amsterdam é bastante agitada. Há bares, coffeshops, casas noturnas e eventos culturais. Os bairros que reúnem a maior parte deles são o Jordaan, o Pijp, o Red Light e o Leidseplein.

Saiba onde se hospedar em Amsterdam!

Andar e Alugar bicicleta em Amsterdam

Como alugar e andar de bicicleta em Amsterdam?

Provavelmente, você vai querer alugar e andar de bicicleta em Amsterdam. A parte do alugar é fácil, já pedalar pelas inúmeras ciclovias da cidade é um desafio para os mais desatentos.

Pedalar em Amsterdam

Pensa que você pode estar a passeio em Amsterdam, mas as bicicletas são o principal meio de transporte dos habitantes locais. Por isso, você vai querer pedalar em um ritmo diferente deles e é ai que surge a dificuldade.

Os moradores geralmente se locomovem rapidamente pelas ciclovias e ruas e não costumam ter muita paciência com novatos. O que eu particularmente mais me surpreendi foi com as motos que dividem o mesmo espaço que as bikes.

Acho que a dica principal é ter atenção. Deixe as outras pessoas te passarem quando necessário e fique sempre no espaço destinado às bicicletas. Caso não haja ciclovia ou ciclofaixa, mantenha-se à direita das faixas de carro, mantendo a mesma mão de direção desses veículos.

COMO alugar uma bicicleta em Amsterdam?

Lojas

Há muitas lojas espalhadas pela cidade que oferecem o serviço. Você pode até reservar a bicicleta antecipadamente em alguns sites, mas também não tem problema de ir lá direto e alugar. Veja algumas lojas!

Preços

Os preços do aluguel praticamente não têm variação entre as lojas. Os valores são determinados pelo tempo em que você vai passar com a bicicleta. Algo em torno de 14 euros por 24 horas.

Geralmente o seguro é opcional, mas como era barato (3 euros), preferi pagar. Ninguém vai roubar a bike com você nela, mas podem rolar uns furtos.

Estacionamento e Segurança

Você não pode estacionar a bicicleta em qualquer lugar. Geralmente há pontos específicos para isso, porém, próximos a algumas atrações eles são bem disputados.

As bicicletas podem vir com uma trava interna ou com uma corrente. Prenda-a quando estacionar a bike.

Documentos Necessários

Você pode apresentar um documento de identificação, como o passaporte. O pagamento é feito no momento da entrega da bicicleta.

Como forma de garantia, você pode deixar um número de cartão de crédito, um caução em dinheiro ou um documento. Em todos os lugares em que aluguei bicicleta na Europa, deixei minha CNH vencida.

O local em que eu aluguei a minha bike em Amsterdam

Como falei no post anterior, eu estava do outro lado rio em Amsterdam Noor. Lá eu aluguei a minha bicicleta no Fietsreparatie que fica ao lado do embarque da balsa, embaixo de um restaurante.

Tempo do aluguel: 24 horas (deixei a noite em um estacionamento para bike em frente ao hostel).

Valor: € 16,50 com seguro.

Saiba onde se hospedar em Amsterdam!

 

Onde se hospedar em Amsterdam

Onde se hospedar em Amsterdam?

Você pode se hospedar em Amsterdam próximo aos canais, aos museus, em áreas mais tranquilas ou bem agitadas. Na verdade, vai muito do seu perfil e, é claro, do quanto pode gastar.

Grachtengordel

O chamado Cinturão dos Canais é uma área bem localizada, talvez a melhor nesse quesito. O ponto positivo é que não vai ser difícil fazer todos os passeios a pé e economizar qualquer tipo de transporte. O negativo, é claro, o preço. Melhores localizações geralmente são mais caras.

Museumplein

Para mim, não existe localização ruim em Amsterdam e eu fiz todos os meus passeios a pé ou de bicicleta. Nesse bairro e seus arredores estão atrações bastante conhecidas: o Rijksmuseum, o Stedelijk Museum, o Vondelpark, o letreiro I Amsterdam e o Museu Van Gogh. As hospedagens são mais em conta do que no Cinturão dos Canais e o TRAM pode ser uma opção de transporte público acessível.

Jordaan

O bairro é o queridinho de muitos visitantes! Não é para menos, ele reúne o charme dos canais, das ruas, da arquitetura, dos cafés e dos restaurantes de Amsterdam. No local, fica a casa, que hoje é um museu, onde viveu a Anne Frank. É mais calmo.

Leidseplein

Esse bairro é para a galera que curte um agito noturno. A região é cheia de bares, baladas e coffeshops. Também fica próximo aos museus e ao Voldelpark o que permite que você também as atrações diurnas sem ter que usar o transporte público.

Onde eu fiquei hospedada em Amsterdam?

Onde se hospedar em Amsterdam

Contrariando todas as dicas que eu dei acima, fiquei do outro lado do Rio IJ, em Amsterdam Noord, no ClinkNOORD Hostel. Ele fica atrás da Estação Central e a parte boa é que uma balsa gratuita faz a travessia 24 horas por dia.

Achei a estrutura do hostel fantástica com muitas atividades na área comum, cozinha completa e um bar com comida gostosa. A parte ruim é que, por ter um bar, você não pode comprar sua bebida fora e levar para consumir na hospedagem.

A limpeza no quarto deixava a desejar e achei bem desorganizado. Me deram uma cama que estava desarrumada e depois que eu troquei repassaram para a próxima pessoa. O locker que correspondia a minha cama estava ocupado. O preço me fez optar por essa acomodação.

Saiba como ir de Paris a Amsterdam?

Como ir de Paris a Amsterdam

Como ir de Paris a Amsterdam?

A maneira mais rápida de ir de Paris a Amsterdam é de trem. Já a opção mais econômica é ir de ônibus. A ideia de pegar trem + ônibus ou ainda trem econômico + o tradicional e ainda parar em Bruxelas pode ser uma boa. O trajeto de avião pode ser mais barato do que o de trem, mas o tempo é um pouquinho superior.

É importante lembrar que quem escolher a viagem por trilhos ou pelo ar, consegue melhores ofertas se comprar as passagens com antecedência.

ônibus

A viagem de ônibus é cansativa e vale a pena se você tiver tempo e/ou pouco dinheiro. Durante o percurso tivemos rápidas paradas em Bruxelas e Rotterdam. Acho legal levar comida e algo para beber. Nas paradas não há muitas opções, às vezes nenhuma na verdade.,

Eu fui de de Ouibus por 19 euros, porém, não achei esse valor mais no site. Porém, a Eurolines tem viagens com esse valor.

O ônibus não parou na estação central, parou na Sloterdijk, mas peguei o trem e em cinco minutos estava nela. Não paguei essa passagem de trem, nem na ida e nem na volta. Na ida por não entender como funcionava e entrei no trem e fui e na volta por saber que era só uma estação. Mas, melhor pagar.

RESUMO DA MINHA VIAGEM

Empresa: Ouibus

Tempo de viagem: 7h30

Valor: 19 euros

Saída: Boulevard de Bercy

Chegada: Sloterdijk

Trem

A Thalys faz o deslocamento entre Paris e Amsterdam em 3h17 e o preço na econômica é de cerca de 54 euros.

Trem + ônibus ou trem (parada em bruxelas)

Agora vai uma dica que pode agilizar a viagem ao mesmo tempo que a barateia. Além de ser uma ótima opção para quem quer passar um tempo em Bruxelas.

1ª parte Paris – Bruxelas

Existe um trem da Izy com uma tarifa a 10 euros que vai de Paris Nord até Bruxelles Midi. Isso se você for em pé na composição e comprar com antecedência. A duração do trecho é de 2h14. Acha que não aguenta? Tem a opção de cadeira removível por 15 euros.

Eu tentei comprar e deu erro por eu estar em um fuso horário diferente. Talvez tenham corrigido o problema, pois eu entrei em contato na época e eles estavam cientes da falha.

2ª parte Bruxelas – Amsterdam

Na tarifa promocional, é possível achar a passagem de trem de Bruxelas a Amsterdam por 29 euros. O tempo de viagem é de 1h50.

Já de ônibus o preço mínimo é de 16 euros e o tempo de viagem é de 3h30.

Avião

Saem voos dos aeroportos: Paris-Charles de Gaulle, o Roissy, e do Paris-Orly. O tempo de voo de ambos é de pouco mais de 1 hora. O problema é que perdesse tempo de deslocamento até os aeroportos, antecedência de embarque e desembarque. O que faz a viagem em si durar cerca de 4 horas. Os preços variam bastante e podem ir de cerca de 45 a 260 euros.

Saiba o que fazer em Paris!