Andar de metro em Paris

Como andar de metrô em Paris?

Foi fácil aprender a andar de metrô em Paris. Muito pelo fato de eu ter uma amiga que foi me buscar na estação de trem, me ajudou com a máquina de comprar bilhete e já me deu um mapa do metrô.

O sistema de transporte público de Paris é bastante eficiente. A malha do metrô é abrangente e você deve encontrar facilmente uma estação próxima em qualquer ponto da cidade.

Sim, ele é cheio, tem umas pessoas estranhas e algumas vezes é sujo.  Na madrugada vi uma galera bem louca. Uma adolescente quase vomitou em mim.

Lembre-se sempre de ficar esperto com os batedores de carteira, tão comuns pela Europa.

Mapa do metrô

Pegar o mapa do metrô já é uma ótima dica. Ele pode ser encontrado em uma versão de bolso nas estações e é gratuito. Peça o “plan du metro”, caso não estiver visível no balcão de informação.

Você pode até ter as direções na internet, apps e tal, mas nunca se sabe quando vai ficar sem bateria, por exemplo, e aí pode dar ruim. Clique aqui para acessar a versão em pdf do mapa!

Nas entradas do metrô também há sempre aqueles mapas grandes em que você pode se localizar com maior facilidade.

Como comprar o bilhete

Até existem as cabines em que você compra os bilhetes com os atendentes, mas eu particularmente sempre prefiro as máquinas. Talvez por poder escolher a linguagem. Não falo nada de francês. Elas aceitam cartões e moedas.

O esquema de cobrança, como em muitos lugares da Europa, é por zona. Basicamente você só vai usar o ticket T+ que vai até a zona 2 – serve para o ônibus e o RER também.

Escolha o bilhete que mais atende as suas necessidades –  com 1, 10 ou viagens ilimitadas. Faça as contas.  Há tíquetes exclusivos para ir ao aeroporto. Eles são mais caros do que os tradicionais.

No metrô

Se o bilhete for de papel, é só inserir no lugar destinado a ele e depois pegá-lo de volta na parte de cima da catraca. O cartão, é só aproximá-lo no sensor.

Sempre guarde o seu bilhete até o final da viagem.

Muitas pessoas não pagam para andar de transporte público em Paris. Pulam a catraca, passam por baixo, entram junto com alguém que tem bilhete. Fazem isso tipo na frente dos funcionários do metrô.

Um francês me contou que no caso dele, fazia isso, pois acreditava que o governo era rico e não deveria pagar pelo transporte público. Mas você corre o risco de ter que mostrar o bilhete e se não estiver com ele, pagará uma multa.

Para falar a verdade, eu andei várias vezes sem pagar, mas não recomendo. É extremamente arriscado.

Horário de funcionamento do metrô de Paris

Um fato para se prestar atenção é o horário de funcionamento do metrô. Ele abre cerca de 5h30 e geralmente fecha às 1h. Sextas, sábados e feriados vai até às 2h.

Onde está o problema? O horário de encerramento é quando ele chega na estação final. Ou seja, tem que se programar e não dá para pegar a composição das 1h55 e achar que vai chegar de boa ao seu destino.

Fiquei sabendo disso da pior maneira. Fui fazer a baldeação e os funcionários do metrô pediram que eu saísse da estação, pois ela iria fechar. Estava longe da minha hospedagem, sem celular, em um local deserto.

Tive que andar bastante de madrugada pelas ruas de Paris até achar um táxi. Gastei 20 euros para atravessar a cidade, dando ao motorista o nome da estação de metrô que eu deveria descer como destino.

O que eu descobri depois? Que quando o metrô fecha, há ônibus que fazem o trajeto dele. Ninguém na estação me falou isso.

Saiba aonde é melhor se hospedar em Paris!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *