Hostel em Milão

Hospedagem em Milão: Um hostel bem estruturado

Quando programei a minha viagem à Europa, decidi comprar as passagens primeiro, por ser bem mais barato adquirir com antecedência. Para mim, acomodações eram a parte que se gastava menos da Eurotrip. Até que procurei hospedagem em Milão.

Isso já tinha acontecido antes comigo em Nova York, vi uma passagem barata e comprei. Depois descobri que o caro lá era mesmo um lugar para dormir.

Comecei a pesquisar hospedagens e vi que tudo era muito caro, o dobro dos outros lugares que eu estava vendo em outros pontos da minha viagem até ali. O alívio veio quando lembrei que só precisava de duas diárias.

Quando fui estava acontecendo a Semana de Design de Milão. Talvez as altas no preço eram por esse motivo. Não tenho certeza!

Localização

Depois de muita pesquisa, uma recusa no Airbnb, optei por ficar no Ostello Bello Grande. O hostel é muito bom e próximo à estação Milano Centrale. Há outra unidade perto do Duomo, mas eu tinha que pegar um trem bem cedo e acabou sendo a melhor opção.

Apesar de longe das atrações centrais, é bem servido de transporte público.

Reserva

Eu reservei direto pelo site do Ostello, mas ele está disponível no Booking – com uma nota altíssima. Não fechei por lá, pois na ocasião não havia cancelamento gratuito e eu queria ter essa liberdade.

Estrutura

A estrutura do hostel é fantástica. Ele tem Welcome Drink, um bar bastante agitado, jogos, amplo espaço de convivência, terraço, cozinha e churrasqueira. É bastante limpo e organizado. A decoração é bem legal e contemporânea.

Foi a minha primeira vez no topo de uma triliche e de ter uma menina exalando álcool e cheiro de cigarro dormindo no mesmo quarto do que eu. Tivemos que dormir com a porta da sacada aberta no frio.

Ah, tem banheiro dentro do quarto. Não sei se em todos.

Atendimento

Os funcionários foram bastante solícitos. Desde a chegada fui muito bem recepcionada. Tive que esperar um pouco para dar a hora do check in. No check out também foi ótimo, pediram um táxi rapidamente para eu ir até a estação. Além de me ajudarem com informações de transporte e walking tour.

Comida

O Ostello oferece café da manhã incluso no valor da diária e macarrão no jantar. Além de ter alguns snacks – tipo bolinhos e bolachas – gratuitos que ficam na cozinha. Acho que eles tinham patrocínio de alguma marca de massas, tinham embalagens a disposição do hospede caso ele quisesse prepara-las.

Saiba o que fazer em Milão!

Hostel Florença

Hospedagem em Florença: o melhor hostel!

Eu particularmente A-M-E-I a minha hospedagem em Florença. Talvez os meus motivos para achar o Hostel Gallo D´oro o melhor hostel que já fiquei na vida não sejam os mais convincentes para todo mundo.

Pontos positivos: atendimento, limpeza, estrutura, conforto, preço e COMIDA.

Ponto negativo: localização (mas nem é tão longe do centro) e área de convivência com jogos (que eu nem ligo).

Reservei a hospedagem pelo Booking.com e esse é o site que eu uso geralmente para escolher hostel.

COMIDA

Grande parte dos hotels na Europa não oferecem café da manhã. Achar um que tem além de café, comida o dia inteiro e maravilhosa é tipo raridade.

O Gallo D´oro tem máquina de suco, de bebidas quentes e de água que podem ser usadas o dia todo. Comidinhas deliciosas sempre a mesa. Ainda sonhos com o que chamo de almofadinhas de Nutella.

Atendimento

Todos os funcionários foram bastantes simpáticos e solícitos. Sempre dispostos a ajudar e tornar a estadia agradável. Funcionários 24 horas.

Estrutura

Os quartos eram bastante confortáveis e completamente equipados. Tem locker, lanterna na cama, criado mudo, bancos e mais. Há uma boa quantidade de banheiro com secador de cabelo e bons chuveiros.

Há ainda lavanderia e local para deixar as bagagens. A área de alimentação é bastante completa, porém não tem sinuca, videogame e essas coisas. Tem uma TV.

Limpeza

Achei bastante limpo. Banheiros, quartos e áreas comuns.

Localização

Ai vai a parte não tão boa. Na verdade não é tão distante assim do agito, mas o hostel fica a cerca de 10 minutos andando do centro do Florença. Tem uma ciclovia na rua e um ponto de ônibus na porta.

Sério, eu gostei muito de me hospedar lá. Pude sentir ainda melhor como é estar na Itália.

Hostel Barcelona

Hospedagem em Barcelona

Acabei tendo problemas para reservar o hostel em Barcelona, não sei se o sistema que eles estavam usando lá não era compatível com o meu cartão de crédito, mas lugares diferentes recusaram a minha reserva pelo Booking.

O Duo By Somnio Hostels me deu como opção o Agoda, que eu acho que também é alguma coisa do Booking, e deu certo, pois não exigia nenhum tipo de pagamento antecipado.

Quando cheguei o hostel estava cheio e minha reserva não estava no sistema interno deles para o primeiro dia.

Como solução, montaram uma cama daquelas de mola que fecham ao meio em um quarto totalmente ocupado, entre dois beliches, deixando as outras meninas um pouco desconfortáveis.

Não me cobraram essa diária e eu decide dormir do lado contrário da cama para deixar minhas colegas de quarto mais tranquilas com a situação. Ah, e uma delas roncava!

Localização

O hostel fica bem perto da Estação do Metrô Diagonal entre a Passeig de Grácia e a Rambla Catalunya. Linhas de ônibus também estão próximas.

Além de ter locais para tomar café, um Starbucks na esquina, restaurantes, lojas, bares e um mercado 24 horas a alguns quarteirões.

Não fica exatamente no centro, mas é possível chegar andando até a Sagrada Família e é bem perto da Casa Batló. A área é elitizada e tem alguns escritórios o que a torna movimentada. As opções são um pouco caras.

Estrutura

É mais um apartamento com vários quartos do que um hostel propriamente dito. Eles te dão a chave do local e não há recepção ou funcionários 24 horas. Tem cozinha, é limpo e a área de convivência é confortável. Tem água, máquina de chá e café. O wi-fi é bem ruim.

Confira os roteiros de Barcelona! 

Eurotrip: Como escolher a hospedagem na Europa

Separei algumas dicas para que fique mais fácil escolher a sua hospedagem na Europa.

Geralmente, quando você faz um mochilão pela Europa não tem muito tempo a perder ficando em locais mal-localizados e que não oferecem o que o viajante precisa.

O que considerar ao escolher a sua hospedagem:

  1. Boa localização. Perto da maioria das atrações, principalmente as noturnas, e de fácil acesso aos transportes públicos. O Booking tem um método legal de destacar essa informação.
  2. Estrutura da hospedagem. Olhe as fotos e veja se o que o lugar oferece é compatível com as suas necessidades e com o preço que eles estão cobrando. Tem cozinha? Bar? Entretenimento? O banheiro é compartilhado? Quantas pessoas estão no mesmo quarto? É misto?
  3. Objetos que fazem a diferença. Aqui você precisa saber se, por exemplo, na sua cama em um hostel tem uma luz de leitura, se tem locker ou cofre para guardar suas coisas, se há secador de cabelo, adaptador de tomadas.
  4. Leia os comentários sobre o lugar. Sempre faça isso! É aí que você vai saber as vantagens e desvantagens ditas por quem já passou por essa experiência.
  5. Limpeza! Geralmente nos comentários as pessoas comentam se o local é limpo ou não. Fique atento, principalmente quando se fala de banheiro.
  6. Segurança. Certifique-se de estar em uma vizinhança em que se pode andar sem grandes preocupações.
  7. Conforto. Outra coisa que geralmente estão nos comentários. É legal saber se as camas são boas, mesmo em um hostel.
  8. Ficar atento à políticas de cancelamento. Se você mudar de ideia no meio do caminho, tem que estar ciente das consequências.
  9. O café da manhã é incluso? Ás vezes não reparamos nesse detalhe e é ele que está fazendo a diferença no preço. Dica: dá para tomar um café gastando pouco, os valores variam de acordo com o país, em Portugal, por exemplo, é possível achar fácil um café com leite + croissant por €2.
  10. A roupa de cama é de “graça”? Sim, há hostel que não inclui isso no preço e você precisa alugar a parte ou levar os seus lençóis. Isso vale também para as toalhas.
  11. Confira os horários de check-in e check-out.
  12. Há lugares para deixar a bagagem? Nem sempre as passagens de avião, trem e ônibus respeitam os horários de saídas e entradas, se isso acontecer, é legal que o local tenha um lugar para colocar as suas malas para que você possa aproveitar os passeios.
  13. Leia as regras da casa. Os espaços alugados, por exemplo, pelo Airbnb tem uma lista de coisas que o anfitrião pede para seu convidado seguir.
  14. Barulho, se for um problema para você. Algumas acomodações estão localizadas em locais com muitos ruídos ou tem festas que atrapalham o sono de algumas pessoas.
  15. A equipe da hospedagem vai te ajudar? Eles são simpáticos e prestativos? É legal saber se a receptividade e a capacidade de solução de problemas dos atendentes é boa.
  16. Facilidades. Mapas, dicas turísticas, de alimentação, serviço, entretenimento são pontos positivos para a acomodação.

Sites de reserva de hospedagem

Os sites que eu uso para pesquisar hospedagens são o Booking, o Decolar (para parcelar), o Airbnb, o Hostel World, o Trivago e o Trip Advisor.

Saiba o que levar na mala em uma viagem pela Europa!