Dicas para fazer compras na Califórnia

Pode falar o que quiser, mas viajar para os Estados Unidos e não fazer umas comprinhas, é muito difícil. As opções são imensas e os preços bem mais baratos dos que os praticados no Brasil. Até eu consegui aflorar o meu impulso consumista e olha que eu sou super controlada com grana.

Antes de se jogar, dá uma olhada nessas dicas:

1. Assim como em vários lugares do mundo, para fazer boas compras, é melhor pesquisar preços.

2. Fique atento às promoções, são inúmeras, têm cupons, leve 3 pague 2, descontos e por aí vai.

3. Na maioria das lojas, os descontos não estão nos preços das etiquetas, eles só são acrescentados na hora de passar no caixa.

4. Vá durante as trocas de estações, tudo em promoção.

5. Os impostos também somente são acrescentados na hora de pagar as compras e variam de acordo com a loja e o estado.

6. Os melhores lugares para comprar maquiagens, na minha opinião são o Walmart, a Target, a Walgreens e a CVS. Os preços variam, pesquise.

7. Separe o dinheiro para comprar uma segunda mala!

Shoppings em OC

Os shoppings na Califórnia geralmente são ao ar livre, os meus favoritos em Orange County são:

Market Place – que era bem perto da casa que eu morava em Tustin e tinha a Ross Dress for Less (legal para achar umas roupas de marca baratas), a Vans, a Target e a Best Buy.

The Outlets at Orange – quando eu fui tinha produtos da Victoria Secret por US$ 3, outlets da Hollister, da Tommy Hilfiger e da Nike. Além da pista de skate da Vans, a loja de instrumentos musicais Guitar Center e um dos meus junk foods favoritos, o Buffalo Wild Wings.

Vans Skate Park

South Costa Mesa – aqui tem a Zara, a Abercrombie, a GAP e lojas bacanudas, como Rolex, Michael Kors e Prada. Ainda você pode acessar o wi-fi de graça.

Irvine Spectrum Center – se quiser sair com um iPhone sem medo dele não funcionar no Brasil, vá na loja da Apple e peça um aparelho desbloqueado. O shopping abriga lojas tradicionais como a Forever 21, a H&M e a Macy’s. Na verdade, quase todos os centros de compras tem essas lojas.

Irvine Spectrum Center

Comprar comida nos supermercados da Califónia!

Aluguel de carro na Califórnia

É possível andar só de transporte público na Califórnia, mas em algumas cidades, perde-se muito tempo esperando o ônibus, os horários são complicados e, por exemplo, no domingo à noite e em feriados – depois das 19h – muito linhas param de circular.

Uma boa opção é alugar um carro, eu particularmente só fiquei de carro por quatro dias, mas tudo era mais fácil motorizada.

Valores e Promoção no aeroporto

Achei na internet uma promoção para o aluguel de carros de sábado até quarta-feira. O valor era só para veículos retirados em alguns aeroportos, e, como estudava perto do John Wayne Airport, fui até lá e fiz a reserva.

A empresa que eu escolhi foi a Enterprise, pois o preço estava bom (US$ 11 por dia). Não precisava ter carteira de motorista internacional para alugar o carro. Fora a diária, eu tive que pagar o seguro de US$ 12 e mais uma taxa de US$ 9 que eu nem lembro o que era. Além do combustível.

Se você precisar de GPS, o que é bem recomendado, também vai acrescentar o aluguel do aparelho ao valor. A família que me hospedou, me emprestou o GPS deles.

Os carros

Os carros são automáticos e completos, o meu tinha até câmera de ré.

IMG_0007

É importante ficar atento que eles cobram um valor, tipo calção, no cartão de crédito, então não se assuste. Se o seu cartão for pré-pago, o valor some em até 15 dias.

Lembre-se que na maioria dos locais você terá que pagar estacionamento, então andar de carro pela Califórnia não é tão barato.

O Trânsito na Califórnia

O trânsito é complicado em horários de pico, principalmente em Los Angeles. Tomei uma multa em LA.

Uma maneira de alugar um carro, que pode ser mais barata, principalmente se você for ficar bastante tempo na Califórnia, é pelo site RelayRides. É tipo uma comunidade de pessoas que querem ganhar um dinheiro extra com seus carros.

O que visitei na costa oeste de carro! 

O que fazer em San Francisco?

Minha escola de intercâmbio na Califórnia

Eu tive dificuldades para decidir em que escola de inglês eu iria fazer meu intercâmbio na Califórnia. Não conseguia achar muitas criticas em relação a elas na internet e, por isso, não sabia como escolher qual era a melhor para mim.

Saiba como escolher a sua escola de intercâmbio!

LAsc

Como o preço era um fator importante no meu caso, decidi pesquisar bem e tentei me livrar das agências de intercâmbios. Nessa busca eu descobri a LASC (American Language and Culture).

A escola tem três unidades: Los Angeles, Irvine e Rowland Heights. Conversei bastante com os consultores de lá e tirei todas as minhas dúvidas antes de tomar essa decisão.

O problema é que a comunicação foi feita pela representante do Japão, e eu nem sei o porquê disso, mas agora se alguém se interessar pela escola, eu estou à disposição para tirar qualquer dúvida.

Eu tenho visto de turismo, por isso, estudava quatro horas por dia, na parte da manhã, de segunda a quinta-feira. Particularmente amei esse schedule, já que tinha as tardes livres e viajava aos finais de semana.

Outro fator que eu achei legal da LASC é que eu fiz a prova para definir meu nível quando cheguei e depois pude escolher matérias optativas que mais se aproximavam dos meus objetivos e se encaixavam com as minhas dificuldades, além das aulas obrigatórias de cada nível. Você pode mudar se não se adaptar a aquela matéria ou professor.

Saiba escolher em que tipo de hospedagem morar!

Aprenda a escolher seu voo!

Como escolher a sua escola de intercâmbio?

Uma tarefa bem difícil na hora de fazer um intercâmbio é saber como escolher a sua escola de intercâmbio. Eu decidi primeiro a cidade em que  gostaria de morarDepois pesquisei pelas escolas daquela região. Nessa escolha entra novamente seus objetivos e tempo de viagem.

Vistos

Se você tem um visto de estudante, não tem limite com horas de estudos, mas se seu visto for de turista não vai dar para estudar o dia todo. As escolas geralmente estão preparadas para essas situações e irão lhe oferecer um programa compatível com cada visto e tempo de viagem.

Preços

Os preços dos cursos são os mais diversos e dá até para estudar de graça em colégios públicos nos Estados Unidos que oferecem aulas de inglês. Esse curso é chamado de ESOL (English for speakers of other language), mas não dá para se inscrever antes de chegar ao país.

dez itens para levar em conta ao escolher a sua escola de intercâmbio:

1. Qualidade dos professores
2. Estrutura da escola
3. Localização
4. Método de ensino
5. Taxas extras e preço dos materiais
6. Quantidade de alunos por sala de aula
7. Horário das aulas
8. Nacionalidade dos outros estudantes
9. Opinião dos alunos que já passaram pela instituição
10. Data de início dos cursos

Saiba mais sobre a LASC – American Language and Culture, a escola em que eu escolhi para estudar.

Veja como escolher onde morar durante o seu intercâmbio.

 

Como escolher onde morar durante o intercâmbio?

Uma dúvida muito frequente de quem quer estudar fora do país é: onde morar durante o intercâmbio? Você tem que decidir qual o tipo de acomodação é melhor para você.

Para isso, é necessário levar em consideração seus objetivos na viagem, sua personalidade, os gastos, o tempo de permanência e a localização. Compare os tipos de hospedagem!

Homestay

Ela geralmente é ligada a escola e não oferece muitas escolhas em relação à localização, podendo ficar um pouco longe do seu local de estudo. Neste tipo de acomodação você pode escolher ficar em um quarto privado ou compartilhado, com ou sem as refeições.

A alternativa é boa para quem é menor de idade e para aqueles que desejam conhecer a cultura do país mais a fundo, podendo se relacionar diretamente com os nativos. O preço na maioria das vezes é mais em conta.

Residência estudantil

Neste tipo de acomodação você mora com outros estudantes de diferentes partes do mundo. Aqui quartos compartilhados são mais baratos e é você quem compra e faz a sua própria comida.

É legal para quem quer conhecer diferentes culturas e não gosta de morar com uma família desconhecida. As residências geralmente são bem próximas às escolas e universidades.

Locação de apartamentos

Essa pode ser a opção que vai te dar maior liberdade em seu intercâmbio. Você pode fazer o que quiser, escolher com quem quer morar e tudo mais. Essa geralmente é a opção mais cara.

Minha escolha: homestay com locação de apartamentos

Intercambio

Como o meu intercâmbio na Califórnia era de apenas um mês, resolvi que queria ter uma experiência intensiva voltada para o aprimoramento do meu inglês. Então, inicialmente decidi ficar em uma homestay, mas o fato de não poder escolher a família e a localização me incomodavam.

Então, descobri o airbnb – uma espécie de rede social de aluguel de quartos, casas e até trailers. Assim, pude escolher um quarto privado, próximo a minha escola, num valor que fosse compatível com o meu orçamento e ainda não abrir mão da vivência com uma família americana/coreana.

Aliás, eu acredito que essa minha escolha tornou a minha viagem muito melhor, já que minha hostfamily era bem legal comigo, atenciosa e eles me ajudaram em tudo que precisei.

A comida eu que comprava e preparava. Não havia regras em relação a horários para chegar em casa.

Escolha a sua escola de intercâmbio!

Dicas para escolher onde fazer o seu intercâmbio

Você decidiu estudar fora do país, mas não consegue definir o destino de sua viagem? Vou passar algumas dicas que utilizei para achar o lugar que julguei perfeito para o meu intercâmbio. Saiba onde fazer o seu intercâmbio:

Dicas

  1. Escolha a língua que você deseja aprender ou aprimorar;
  2. Defina o tempo que você pretende passar no seu intercâmbio, lembrando que um mês é legal, ajuda, mas não resolve a vida, e os cursos completos são de no mínimo três meses;
  3. Analise o clima que você irá enfrentar nesse período, a recomendação é sempre ir durante as estações intermediárias, outono e primavera, para não pegar temperaturas extremas. Ou escolha um local em que você não irá sofrer tanto com a mudança climática.
  4. Pense se você quer morar numa cidade grande, litorânea, nas montanhas, com localização estratégica, agitada ou tranquila.
  5. Se a intenção é trabalhar, veja quais países permitem que você trabalhe mesmo tendo um visto de estudante.
  6. Pesquise sobre o custo de vida nas cidades para não se assustar com os preços quando chegar lá.
  7. Se a sua intenção é realmente aprender a língua nativa, ainda mais se tiver pouco tempo para isso, busque o local com menos brasileiros possíveis. É legal ter alguém do seu país por perto, mas vocês vão acabar conversando em português.
  8. Descubra como é o meio de transporte público e qual a forma que as pessoas geralmente se locomovem por lá. Tem lugares que esse sistema não é muito bom e abrangente, e você vai ter que depender de um carro, o que aumenta o custo da viagem.

Minha escolha: irvine na califórnia

Intercâmbio

Fiz um intercâmbio de um mês em Irvine, na Califórnia, nos Estados Unidos. Escolhi essa cidade ao descobrir que ela ficava em um local estratégico, seguro, tranquilo, perto das praias e que me permitiria viajar pelo estado e para Las Vegas aos finais de semana.

Levei em consideração o clima, pois fui em janeiro e não queria passar tanto frio.

Como não tinha a intenção de trabalhar, eram praticamente férias, tirei o visto de turismo mesmo, o que limitou as minhas horas de estudos.

LOnge dos brazucas

Na minha escola só eu era brasileira e na cidade também não havia muitos conterrâneos. Na verdade, só encontrei um casal falando português no mercado. Eu já sabia disso e ajudou muito no meu aprendizado.

O que atrapalhou um pouco foi o transporte público que não era abrangente e demorava a passar. Na verdade só os imigrantes, geralmente mexicanos, e turistas andam de ônibus por lá. Mas a vantagem é que você pode levar a bicicleta em todos os meios de transportes públicos.

Saiba como escolher a sua escola de intercâmbio!

Veja por qual tipo de hospedagem optar!