Harry Potter e o Porto

Amo a saga Harry Potter e não podia deixar de conhecer os lugares do Porto que inspiraram J.K. Rowling a compor as histórias mágicas dos meus bruxos favoritos.

O que J.K. Rowling tem a ver com o Porto?

A autora britânica mudou-se para cidade no início dos anos 90, após a morte de sua mãe, para trabalhar como professora de inglês em uma escola de idiomas.

Rowling chegou a se casar com um jornalista português. Eles tiveram uma filha nascida na Maternidade Julio Dinis, em 1993, chamada Jessica Isabel Rowling Arantes. Porém, a união era bastante tensa e ela decidiu deixar o país.

Dizem que…

O nome do primeiro livro da saga teria relação com o poema “Pedra Filosofal”, de Antônio Gedeão, a quem Manuel Freire deu voz. A obra faz parte da cultura portuguesa.

O grande Lago Negro foi inspirado no Rio Douro.

Os jardins do Palácio de Cristal, em que a escritora gostava de passar parte do seu tempo, serviram de cenário e de inspiração para as histórias.

A Nimbus 2000 e as outras vassouras foram inspiradas por uma visita de J.K. Rowling à Escovaria de Belomonte.

J.K. Rowling confirmou que…

O fundador da Casa Sonserina, Salazar Slytherin, foi inspirado no ditador português António de Oliveira Salazar.

O capítulo favorito da autora em A Pedra Filosofal, “O Espelho de Ojesed”, foi escrito em suas primeiras semanas no Porto.

Visitas obrigatórias para fãs e turistas em geral

Harry Potter e o Porto

Livraria Lello e Irmão

A livraria centenária em estilo neogótico é conhecida como uma das mais belas do mundo. Escadaria rebuscada, vitrais e bustos de autores portugueses famosos atraem muitos turistas.

Acredita-se que ela tenha sido a inspiração de J.K. Rowling para a Floreios e Borrões, além de ser a descrição de algumas salas de Hogwarts e da escadaria do Dumbledore.

Paga-se 3 euros para entrar na livraria, porém o valor pode ser descontado na compra de livros.

Café Majestic

J.K. Rowling gastava horas dos seus dias escrevendo em cafés da cidade e o Café Majestic era o seu preferido.

Ele está localizado no região central do Porto e é muito bonito. O local tem decoração dos anos 20 e recebe eventos culturais. É bastante turístico, quando fui tinha fila para entrar.

Uniformes! Torça para se deparar com um grupo de universitários

Harry Potter e o Porto

Já sabia que os uniformes dos alunos de Hogwarts tinham sido inspirados nos de universidades do Porto, porém me emocionei real quando entrei em uma viela e me deparei com um grupo de estudantes com as suas capas negras esvoaçantes.

O traje é uma tradição não só no Porto, como em outras cidades de Portugal. Ele é coberto por rituais e significados. Não é obrigatório, mas os estudantes se sentem honrados em usá-los.

Eles são geralmente compostos por peças negras e camisas brancas.Cada universidade tem um modelo e cada curso uma cor diferente.

Além de contar com emblemas que significam, por exemplo, o time de futebol, a faculdade e o local de origem. Semelhante as cores e os símbolos das casas em Harry Potter.

Minha amiga estudou no Porto e o marido dela em Braga, ambos usavam a vestimenta em suas respectivas universidades. Não tinha nenhuma lá, mas quando voltar vou poder vestir a capa dela. 🙂

Confira o que mais de legal é possível ver no Porto!

Porto: Roteiro de 2 dias (Dia 2)

Mais um vez a maior parte do caminho eu fiz andando, só que nesse dia as distâncias entre as atrações foram bem maiores. Pense em pegar o passe do dia para se locomover pela cidade.

Você pode começar o dia no Jardins do Palácio de Cristal, que abre às 8h. Os jardins são em estilo romântico e foram projetados em 1860 por um paisagista alemão. Além da vegetação, a vista do Douro e do mar também são atrativos do local.

Roteiro porto

Vá ao Mercado Bom Sucesso, ele só abre às 10h, tome o café da manhã ou coma alguma coisinha. Lá rolam eventos, têm restaurantes, quiosques e a feira tradicional.

Às 11h acontece a primeira visita guiada em português da Casa da Música. Lembrando que é possível comprar o passe combinado: Casa da Música, Serralves e Teatro Nacional São João.

Próxima parada Serralves, o Google Maps não está me dando os itinerários de ônibus do Porto, não sei se tem um que vai até lá. Dá cerca de 35 minutos de caminhada. Uma ideia é pegar um Uber ou um táxi. Vale perguntar ou checar a rota por lá.

O museu é o mais importante de arte contemporânea de Portugal. No espaço há ainda um parque e uma casa que também abriga exposições.

Vá até a Fortaleza de São João da Foz. O forte foi construído no fim do século XVI e pode ser visitado gratuitamente.

Aproveite para observar a Foz do Douro, onde o Rio Douro se encontra com o Oceano Atlântico. É um bom lugar para curtir o pôr do sol também.

Matosinhos

Roteiro portoDe lá, pegue o ônibus rumo a Matosinhos, a região de pescadores do Porto. Não consigo ver o número certo, mas sei que ele existe, pois fiz esse trajeto. Peguei na Rua do Passeio Alegre, atrás do parque.

Lá há uma grande quantidade de restaurantes de frutos do mar, com churrasqueiras do lado de fora e alimentos frescos.

Na volta aproveite para passear pela orla do Porto e descansar em suas praias. É possível ir andando até o Parque da Cidade e o Castelo do Queijo.

Comidinhas

Um lugar legal para tomar o café ou comer um doce de sobremesa é a Leitaria da Quinta do Paço. Lá vende o tradicional éclair que parece uma bomba de chocolate, só que com várias opções de sabores.

Tem lojas deles em vários lugares, incluindo o Mercado Bom Sucesso e Matosinhos.

Roteiro portoÀ noite pode ser de tapas no Museu d´Avó. O lugar é à luz de velas, tem móveis de madeiras e muitos objetos de decoração.

Ele fica aberto até tarde da noite e é ótimo para petiscar, já aproveita para mergulhar na culinária portuguesa, conversar e beber com os amigos.

Como toda gordice em Portugal é perdoada e minha amiga é muito fofa e comprou para mim, ainda fui capaz de experimentar dois doces delícias: Clarinhas de Faos e Ovos Moles de Aveiro. Me julguem!

Confira o primeiro dia de passeio pelo Porto! 

Porto: roteiro de 2 dias (Dia 1)

Fiz o roteiro todo a pé, mas é porque gosto mesmo de andar. Dá para usar o transporte público ou pegar táxi.

Não visitei nessa ordem e algumas atrações nem foram no mesmo dia, pois no meu primeiro dia estava chovendo e tive que optar por passeios em locais fechados.

Pode-se começar o passeio pela Capela das Almas ou Capela de Santa Catarina. A igrejinha é toda revestida de azulejos. Ela foi construída no começo do século XVIII e é uma graça.

capela_das_almas

Durante a tarde a capela fecha por algumas horas. Por isso, confira os horários de funcionamento, se a intenção for visitar o interior do local religioso.

Ande pela Rua de Santa Catarina que é fechada para veículos da Praça da Batalha até a Rua Firmeza. Ela é a principal rua de comércio popular do Porto e conta com lojas conhecidas, cafés e mercearias.

Próxima parada: Mercado do Bolhão. Trata-se de um mercado tradicional que vende frutas, verduras, flores e peixes. Há também alguns restaurantes simples.

Passeie pela Avenida dos Aliados e admire as construções do Porto. Para ter uma vista panorâmica da cidade suba a Torre dos Clérigos.

Um pouco abaixo da torre está o Centro Português de Fotografia, com entrada gratuita.

Conheça os murais de azulejos do interior da Estação de São Bento.

Como comer em Portugal faz parte do passeio, dê uma parada no Nata Lisboa e saboreie os Pastéis de Nata quentes e com canela. Amo!

Aproveite para conhecer a Rua das Flores, uma das mais charmosas do Porto com cafés e lojinhas.

É possível fazer uma visita guiada no interior do Teatro Nacional São João de terça a sábado, às 12h30. Custa 5 euros por pessoa, mas há um passe conjunto: Casa da Música + Serralves + Teatro Nacional São João por 14,50 euros.

O almoço pode ser na tradicional Casa Guedes. O espaço é pequeno e geralmente está cheio, mas o lanche de pernil com queijo da serra é bem gostoso.

Próxima parada, Sé do Porto. A igreja tem uma pegada medieval e uma vista incrível da cidade.

Vista_Porto

Desça até o Palácio da Bolsa. Fiz uma visita guiada e foi bem interessante. No caminho passe pela praça onde fica o Palácio das Artes.

Entre na Igreja Monumento de São Francisco, tem que pagar, mas embaixo tem túmulos e ossadas.

Divirta-se andando às margens do Rio Douro, nas lojinhas e restaurantes da Ribeira, observando a arquitetura dos edifícios de um dos bairros mais antigos da cidade.

Atravesse a Ponte Dom Luís I e  visite o Espaço Porto Cruz. Ideal para saber mais sobre a história e a produção do Vinho do Porto. O edifício tem entrada gratuita.

Na Vila Nova de Gaia ficam os armazéns do Vinho do Porto. As cavas podem ser visitadas e a maioria paga para entrar.

Roteiro Porto

Jantamos a famosa e tradicional Francesinha no Tappas Caffé da Madalena, mas há outros pela cidade. O local é bastante aconchegante com uma decoração rústica. O prato é feito no forno a lenha.

A Francesinha é tipo um sanduíche recheado com vários tipos de carnes, queijo, um ovo em cima e coberta com um molho. Acompanha fritas também. É gostosa, mas não consegui comer tudo.

Tem um molho chamado de “Molho à Homem”, não provei, mas dizem que e é só para os fortes. Tomamos sangria e finalizamos com um Xiripiti, só sei que um copo tem a bebida alcoólica e no outro uma docinha. A ideia é misturar as duas e tomar.

Confira o segundo dia de passeio pelo Porto! 

Roteiro Harry Potter no Porto!

Porto: transporte público e passeio noturno

Fiquei hospedada na casa de uma grande amiga no Porto, aliás, reencontrá-la era uma das minhas principais motivações para visitar Portugal.

Estava próxima a Casa da Música, que não fica exatamente perto das principais atrações, mas conseguia ir andando até elas. Sem contar que o transporte público no Porto é bom.

Transporte Público

Uma coisa muito importante em relação ao metro é que você precisa validar o seu bilhete nas máquinas que ficam espalhadas pelas estações, inclusive para as integrações.

Não há catracas, mas existem fiscais que podem pedir o seu cartão e ver se ele foi validado. Se não fizer esse procedimento, pode ter que gastar alguns euros em multas.

Além de passagens individuais, é possível comprar o cartão com 24 ou 72 horas de viagens ilimitadas a partir da primeira validação.

Ele se chama Andante Tour e pode ser usado em toda a rede intermodal, com exceção dos elétricos e do Funicular dos Guindais. Confira as tarifas e veja se vale a pena para você!

Postos de vendas: Lojas Andante, bilheterias CP com venda Andante, posto turismo do Porto e posto turismo do Aeroporto.

Os transportes públicos do Porto geralmente funcionam 24 horas durante o verão europeu as sextas, sábados e vésperas de feriados.

Diário de viagem da primeira noite no Porto

Porto

Cheguei ao Porto no começo da noite de um domingo de Páscoa. Jantamos arroz de pato e cabrito, que é a proteína tradicional da data.

Tomamos uma garrafa de Jeropiga produzida pelo pai da minha amiga. A bebida é preparada com mosto de uva -tipo vinho-, aguardente e açúcar. Não parece com Jurupinga, é bem mais gostosa.

Mostrei as músicas bombadas do Brasil e a minha amiga apresentou o É o Tchan para o marido dela. Um choque para o moço saber que dançávamos aquilo na escola.

Eles me mostraram a canção de zoeira deles, que é tocada nas festas universitárias. Vê se vocês reconhecem! Comecei a cantar e eles ficaram surpresos.

Saímos para procurar um bar, mas estava praticamento tudo fechado. Mesmo assim, a rota feita a pé já me deixou encantada pela cidade.

Passamos pela Rua Miguel Bombarda que possui várias galerias de artes.

Entramos na Estação de São Bento, o que nos permitiu observá-la sem o grande número de pessoas que circulam durante o dia pelo local. Além da arquitetura, os painéis de azulejos com temática histórica são os pontos fortes da estação.

Atravessamos a Ponte Luís I, na parte de cima, e pude ter uma vista incrível do Porto e ver o Mosteiro da Serra do Pilar.

Ainda passeamos pela Ribeira na caça por um lugar para beber bons drinks, mas o jeito foi voltar para casa e se preparar para o dia seguinte.

Continue na viagem com o Nah Estrada e veja os roteiros do Porto!

Minha primeira viagem pela Europa

Viajar pela Europa, visitar vários países, fazer aquele mochilão, sempre foi meu sonho e deve ser o de muita gente também, claro!

Como mencionei no post: “Como planejar uma viagem pela Europa“, eu já tinha em mente quais os países que gostaria de conhecer, mas tive que fazer pequenas modificações por causa de dinheiro, tempo ou lógica de rota.

Vou resumir aqui o meu roteiro de viagem, mas depois vou destrinchar tudo em outros posts, para quem sabe ajudar alguém a começar organizar a sua própria trip ou simplesmente entender o meu mochilão como um todo.

Viajei entre março e abril por cerca de 40 dias.

Portugal

Comecei a viagem por Portugal, o que foi bom para me familiarizar com a Europa sem deixar de me sentir em casa.

Lisboa_Portugal

Bate e volta: Sintra. Poderia ter feito Cascais ou Óbidos, mas no dia programado estava chovendo.

Tempo de permanência: 5 dias

Como cheguei: avião.

Tempo de permanência: 3 dias

Como cheguei: trem.

Espanha

O ambiente já era outro, as pessoas também, não era como eu imaginava, conseguia ser melhor.

Barcelona_espanha

Tempo de permanência: 4 dias

Como cheguei: avião.

Tempo de permanência: 5 dias

Como cheguei: trem.

Itália

Sempre quis conhecer a Itália e quando pisei nela, me apaixonei. Não queria mais ir embora!

Roma_itália

Bate e volta: Castel Gandolfo, região do Lácio.

Tempo de permanência: 5 dias

Como cheguei: avião.

Bate e volta: Pisa e Lucca.

Tempo de permanência: 3 dias

Como cheguei: trem.

Tempo de permanência: 2 dias

Como cheguei: trem.

França

Não estava nos meus planos iniciais, mas pela lógica da minha rota de viagem, inclui e não me arrependo nem por um segundo.

Paris_franca

Tempo de permanência: 4 dias

Como cheguei: trem.

Holanda

As flores, o clima e as bicicletas. Precisa de mais para querer muito conhecê-la? Para mim, não!

Amsterdam_Holanda

Tempo de permanência: 3 dias

Como cheguei: ônibus.

Inglaterra

Não sei nem o que falar, apenas sentir. Muito amor!

Londres_Inglaterra

  • Londres

Tempo de permanência: 5 dias

Como cheguei: ônibus.

Os lugares que tive que abrir mão: Suíça, Bélgica e Alemanha. Fica para a próxima!

Acompanhe todos os posts sobre a Europa!