Lisboa: Bate e volta em Sintra (Dias 4 e 5)

Acredito que Sintra seja o bate e volta mais conhecido para quem viaja para Lisboa e se essa é a sua primeira vez em terras lusitanas, o passeio é praticamente obrigatório.

Sintra é classificada pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade, ela é uma cidade de serra, com edifícios históricos, aconchegante e muito bonita.

Como chegar em Sintra

A cidade fica a 30 km de Lisboa, cerca de 40 minutos de viagem. O trem para Sintra parte da Estação do Rossio e custa 4,30€ (ida e volta). Consulte o horário dos comboios.

Como se locomover pela cidade

Para se locomover pela cidade é possível usar o transporte público, com os ônibus 434 e 435 ou pegar aqueles carros tradicionais de turismo hop on/hop off.

Andar requer tempo e preparo físico, visto que as atrações são distantes umas das outras, alguns lugares não tem calçadas, as estradas são sinuosas e íngremes.

Autocarro/ônibus turístico 434

Ele sai da estação de trem, passa pelo centro e sobe as colinas rumo ao Palácio da Pena.

No centro da vila podem ser visitados o Palácio Nacional, a Câmara Municipal e explorar as lojas e restaurantes.

Subindo o morro a ordem das atrações é: Castelo dos Mouros, Parque da Pena e Palácio da Pena.

O primeiro sai às 9h15 e o último às 19h50. Ele passa em cerca de 20 minutos no verão e 40 minutos durante o resto do ano.

Valor: uma viagem de um ciclo custa 5€. O bilhete ilimitado custa 12€.

Autocarro/ônibus turístico 435 (Villa Express 4 Palácios)

É possível pegar esse ônibus também na estação central, no mesmo ponto do 434.

Ele passa pelo centro da vila, Quinta da Regaleira, Palácio de Seteais, Palácio de Monteserrate.

Valor: uma viagem de um ciclo custa 1€. O bilhete ida e volta custa 2,50€.

Ônibus 403 – Cascais Terminal/Sintra Estação (Cabo da Roca)

Para quem, que nem eu, tem vontade de ir ao Cabo da Roca – o ponto mais ocidental do continente europeu – tem que pegar um outro ônibus.

O 403 parte tanto da estação de Sintra, quanto do terminal de Cascais, mas é preciso tomar cuidado, pois não são todos os carros da linha que param no Cabo da Roca. Confira os horários dos ônibus e os itinerários.

Minha experiência com o transporte público em Sintra

Fui na sexta-feira santa para Sintra e a cidade estava extremamente cheia. Ao chegar na estação de trem fui direto ao ponto de informação aos turistas e peguei uma fila grande até conseguir essas informações sobre transporte que citei acima e um mapa.

As filas para pegar o ônibus estavam grandes e quando eles chegavam saiam abarrotados de gente.

Fiz as contas do que queria ver e quanto gastaria de transporte público, cerca de 15€, e cheguei a conclusão que valia a pena pagar 18€ para andar no City Sightseeing Sintra.

Roteiro Sintra

City Sightseeing Sintra

O tradicional ônibus de turismo vermelho conta com 15 paradas, incluindo o Cabo da Roca, no sistema Hop-on/Hop-off.

Ele possui duas linhas: a vermelha e a azul. Você pode pegá-las quantas vezes quiser no período de 24 horas.

Outro ponto legal é que tem áudio-guia em português do Brasil, então mesmo que você não visite todos os lugares, o que é impossível em um dia, descobre a história de cada um.

Paradas linha vermelha: Palácio Nacional de Sintra, Palácio da Quinta da Regaleira, Palácio de Seteais, Parque de Monserrate, Colares – Adega Regional, Praia Grande, Cabo da Roca, Convento dos capuchos, Chalet da Condessa, Portão dos Lagos, Castelo dos Mouros, Palácio Nacional da Pena e Igreja de São Pedro de Penaferrim.

Paradas linha azul: Estação de Caminhos de Ferro, Palácio Nacional de Sintra, Portão dos Lagos, Castelo dos Mouros, Palácio Nacional da Pena, Igreja de São Pedro de Penaferrim e Volta do Duche.

A linha vermelha passa a cada uma hora, muitas vezes menos que isso, e a azul a cada 30 minutos. Horários e mais informações.

Atrações turísticas

Vou considerar para o roteiro passagens ilimitadas de ônibus, saindo da estação de trem de Sintra.

Acredito que mais do que escolher entrar nas atrações mais famosas, vale visitar o que combina com você e o que quer muito conhecer.

Dá para visitar com calma três pontos turísticos e o centro da vila.

Castelo dos Mouros

Roteiro Sintra

Construída pelos Mouros, no século X, a fortificação e suas lindas muralhas proporcionam uma vista incrível da cidade. Há ainda uma igrejinha e um local que guarda ossadas.

Os horários e os preços variam de acordo com a época do ano. Confira aqui!

Parque e Palácio Nacional da Pena

Roteiro Sintra

Acredito que esse seja o ponto turístico mais disputado da cidade. O parque é bonito, tem lagos, grutas, capelas, estufas e jardins.

O palácio foi construído entre 1839 e 1885 e conta com diferentes estilos arquitetônicos: neo-árabe, neo-gótico e neo-manuelino. É um símbolo do romantismo português.

Os horários e os preços variam de acordo com a época do ano. Confira aqui!

Palácio Nacional de Sintra

Residência da família real a partir do século XII, o palácio foi construído pelos Mouros. Conta com um acervo de azulejos e diferentes influências arquitetônicas.

Os horários e os preços variam de acordo com a época do ano. Confira aqui!

Aproveite que está no centro da vila, almoce e passeie pelas lojinhas. 

Palácio Monserrate

Combina influências góticas, indianas e sugestões mouriscas. Foi residência de verão de uma família inglesa e conta com ruínas, sarcófago, cascatas, trilhas e um parque.

Os horários e os preços variam de acordo com a época do ano. Confira aqui!

Cabo da Roca

Roteiro Sintra

O Cabo da Roca é simplesmente ma-ra-vi-lho-so. O ponto mais ocidental da Europa foi descrito por Luis Vaz de Camões como: “Onde a terra se acaba e o mar começa”.

Vale dar uma desacelerada e ficar um tempo sentada admirando a paisagem.

Quinta da Regaleira

Roteiro Sintra

Perguntei para algumas pessoas da região qual lugar eles achavam que era o mais legal para realmente descer, entrar e visitar. Todos falaram a Quinta da Regaleira.

Eu fiz o Cabo da Roca e voltei para o centro, aproveitando para tomar um café da tarde na Casa Piriquita com seus famosos travesseiros e queijadas.

Fui andando até a Quinta da Regaleira que é próxima ao centro e não tem grandes subidas.

O lugar é realmente incrível, tem grutas, passagens secretas, esculturas, uma igrejinha e todo o projeto arquitetônico está exposto dentro da casa.

Os horários e os preços variam de acordo com a época do ano. Confira aqui!

Ingressos combinados

Os ingressos se comprados de forma combinadas saem mais baratos. Faça as simulações e veja quanto as suas atrações favoritas custam juntas.

Dica importante: faz frio em Sintra, mesmo que esteja calor em Lisboa, leve uma blusa. Eu fui só com a minha segunda pele e o vento passava por ela de um jeito que quase congelei. 

Voltei a Lisboa e ainda jantei com uma amiga jornalista, Priscila Roque, que estava fazendo aniversário, ela é apaixonada por Portugal e tem um blog sobre o país, junto com seu marido, além de fazer ensaios fotográficos e roteiros personalizados.

O jantar foi no O Prego Peixaria, um lanche de carne delicioso e batata-doce frita.

Dia 5

O quinto dia em Lisboa também pode ser dedicado a um novo bate e volta, não vou detalhar, pois nesse dia estava chovendo e eu não me arrisquei a viajar dessa maneira.

Acredito que no verão o melhor é ir até Cascais, que é perto, dá para ir de trem, saindo do Cais do Sodré, e o caminho é bonito. Além de ser barato: 4,30€ (ida e volta).

A outra opção é Óbidos que é um pouco mais longe, mas não precisa do dia inteiro para visitá-la. O ônibus para a cidade sai do terminal rodoviário Campo Grande e custa 15,20€ (ida e volta). Dizem que parece uma cidade de contos de fada.

Mais informações e ideia de bate e volta no Cultuga.

Roteiro de Lisboa dia 1

Roteiro de Lisboa dia 2

Roteiro de Lisboa dia 3

Lisboa: Roteiro de 3, 4 e 5 dias (Dia 3)

O roteiro desse dia abrange lugares um pouco mais distantes do centro, mas estamos falando de cerca de uma hora de tempo gasto no trecho mais longo: Oriente-Belém.

Parque das Nações

Ir ao Parque das Nações é conseguir ter uma visão diferente de Lisboa. Na região estão áreas mais modernas, que não seguem a tradicional arquitetura vista na região central.

Roteiro Lisboa

Lá há um Oceanário grande e muito bonito. Aconselho comprar o ingresso antes, pois as filas são longas. Se você estiver viajando com crianças, o passeio é imperdível.

Outra atração legal é o teleférico que garante uma vista panorâmica do parque, dos bairros arredores, do Rio Tejo e da Ponte Vasco da Gama.

Nos pavilhões destinados a encontros internacionais há alguns restaurantes. Pode-se também aproveitar o shopping para fazer comprinhas e almoçar.

O MEO Arena também fica no Parque das Nações e é local onde acontecem os grandes shows de artistas consagrados.

Os portugueses costumam frequentar o local aos domingos. Fui em um feriado e estava bem cheio.

Belém

Da Estação Oriente sai um ônibus com destino a Belém-Jerônimos. Ele irá parar no Mosteiro dos Jerônimos. Ele é realmente incrível por dentro e por fora. A área da igreja é gratuita!

Próximo a praça do Império está o Centro Cultural de Belém, que além de exposições, tem eventos musicais, restaurante, loja e um terraço ótimo para descansar.

Roteiro Lisboa

Em frente é possível avistar o Padrão do Descobrimento, um monumento símbolo das conquistas portuguesas, que, sim, nós poderíamos ter ficado sem essa.

Andando mais um pouco chegasse a um ponto turístico famoso de Lisboa: a Torre de Belém.

Roteiro Lisboa

Para fechar o seu passeio com chave de ouro coma e leve para viagem o original Pastel de Belém. Só de pensar já dá água na boca. Foi o melhor da vida!

Nos outros lugares o tradicional doce português é chamado de Pastel de Nata. Acho que o segredo é ele quente com canela em cima.

Tem bolinho de bacalhau também. Aliás, uma curiosidade, eles são vendidos em tipo botecos em Lisboa e são baratos, cerca de 1 euro.

Fora o da Casa Portuguesa, que fica na Rua Augusta no centro. Ele vem com Queijo Serra da Estrela. O nome também muda é Pastel de Bacalhau e não bolinho. Outra maravilha portuguesa!

bolinho_de_bacalhau

LX Factory

Desça na LX Factory finalize o dia entre as lojinhas, bares, restaurantes e até dá para pegar uma balada. O Viaje na Viagem fez um post sobre esse lugar.

Roteiro de Lisboa dia 1

Roteiro de Lisboa dia 2

Roteiro dos dias 4 e 5!

Lisboa: Roteiro de 3, 4 e 5 dias (Dia 2)

Transporte público em Lisboa

No segundo dia do roteiro de Lisboa você pode optar pelo bilhete diário Carris/Metrô.

Ele te dá direito a um número ilimitado de viagens em todos os transportes: ônibus, bonde, metrô, ascensor e até no Elevador de Santa Justa. Durante 24 horas, contadas a partir da primeira validação.

Cuidado com seu cartão, pois batedores de carteira levaram o meu na minha primeira viagem. Falei como combatê-los em um outro post. Há outras formas de tarifas de transporte público em Lisboa.

Elevador de Santa Justa

Comece o dia pelo Elevador de Santa Justa, ele funciona das 7h às 23h, de maio a outubro e até às 22h no restante do ano. Você pode subir de manhã e à noite para ver a cidade em diferentes momentos, mas tem que ter paciência com a fila.

Roteiro Lisboa

Quando chegar na parte de cima, depois de observar a vista, claro, siga para o Museu Arqueológico do Carmo.

O edifício é o maior monumento gótico de Lisboa e era um convento antes de ser atingido pelo terremoto de 1755.

Ao lado dele tem o Museu do Exército, ou algo assim, com entrada gratuita. Desça a Calçado do Carmo e chegue até Praça do Rossio. Ande até a Praça da Figueira, note a estátua de Dom João I e a feirinha que acontece no local.

Depois, vá a Igreja de São Domingos. Ela sofreu um incêndio nos anos 50 e nunca foi totalmente restaurada, guardando marcas do incidente.

Siga até a Praça dos Restauradores, ao seu redor também há alguns museus, cafés, restaurantes e galerias de arte.

Bairro Alto

Pegue o Ascensor da Glória, que também aceita o bilhete do dia, e siga para o Bairro Alto através da Calçada da Glória.

Roteiro Lisboa

Você irá sair no Miradouro de São Pedro de Alcântara e poderá curtir outra vista panorâmica de Lisboa.

Seguindo pela Rua Dom Pedro V, chegasse ao Jardim do Príncipe Real, ao Jardim Botânico da Universidade de Lisboa e ao Museu da História Natural.

Você pode pegar um ônibus até o Jardim da Estrela, que dá uns 10 minutos, e conhecer também a Basílica da Estrela.

Mercado da Ribeira

Desça com o bonde até o Mercado da Ribeira, sério, aqui tem todo o tipo de comida e tudo é muito maravilhoso.

Fui em vários dias e provei Caldo Verde, um prato de Bacalhau preparado por um chef que tem sua tenda lá e bolinhos de vários recheios.

Roteiro Lisboa

Depois de estar bem alimentado, o que acontece praticamente o dia inteiro em Portugal, visto que é bem difícil resistir a todas as delícias da terrinha, #partiuchiado.

Bairro alto

Suba até a Praça Luís de Camões e se depare com mais duas igrejas: Igreja do Loreto e Igreja da Nossa Senhora da Encarnação.

Nas proximidades, na Rua Garret, fica o Café a Brasileira. O lugar em que os turistas param para tirar a tradicional foto com a estátua do Fernando Pessoa.

Na mesma rua fica a Bertrand Livreiros, uma livraria de 1732, conhecida por ser a mais antiga do mundo.

Lojas

Esse bairro é bem comercial, então, conta com várias lojas e até um shopping. Cheguei a ver a Havaianas e o Boticário.

Aliás em Portugal tem pão de queijo, brigadeiro, quindim, caipirinha, pastel e outras coisinhas brasileiras.

Eles conhecem nossos artistas e sabem muito sobre a gente, inclusive entendem mais o que falamos do que nós a eles. Devem ser as novelas. Uma amiga disse que o auge de um ator português é trabalhar no Brasil.

Uma loja que eu gostei muito e depois até achei em outros lugares da Europa foi a Tiger. Ela vende objetos fofinhos de decoração e itens úteis para viajantes, como: tampão de ouvido, máscara para dormir, fones, carregador, potinhos, cadeado, elástico para mala e mais.

a melhor Vista panorâmica de lisboa

Veja o pôr do sol no Miradouro da Senhora do Monte. É realmente incrível, geralmente rola uma música e algumas pessoas levam bebidas.

Roteiro Lisboa

COMO CHEGAR AO MIRADOURO DA SENHORA DO MONTE

Para chegar até lá eu passei por momentos de medo e cansaço. Segui as coordenadas do Google Maps do que seria um caminho fácil com duração de 10 minutos.

Peguei o metrô no Baixa-Chiado e desci no Intendente. O resto do percurso era para ser feito a pé.

Quando desci já notei que o bairro era bem diferente, só haviam imigrantes, nada contra, e na gigantesca maioria homens.

Comecei a andar e um deles começou a me seguir, queria dinheiro. Virei na rua indicada e no começo ela era deserta, mas depois tinham vários bares só com homens, eu passava e eles ficavam encarando.

Sai dali, fiz o caminho mais longo e comecei a subir o morro, o que me fez encontrar com caras que realmente mexiam. Vi que havia um grupo de turistas mulheres e me juntei a elas para sentir segurança.

Resumindo: não siga a indicação do Google Maps, pode parecer, mas não é a melhor opção.

Uma alternativa é descer na Martim Moniz e subir de Tuk Tuk. Acho que dá para pegar um bonde, mas o Google não fala nada sobre. A subida até lá é pesada, mas se tiver em grupo vale encarar.

Do Miradouro da Senhora do Monte eu ainda andei até a Igreja e Convento da Graça que também tem uma vibe boa e uma vista legal de Lisboa

Roteiro Lisboa

Dali é possível pegar um bonde em uma rua próxima, descer até a Martim Moniz e pegar o metrô.

Volte para o Bairro Alto à noite e veja como ele é badalado, cheio de bares e restaurantes.

Confira o dia 1 do Roteiro de Lisboa! 

Roteiro do terceiro dia em Lisboa!

Roteiro dos dias 4 e 5!

Lisboa: Roteiro de 3, 4 e 5 dias (Dia 1)

Alfama

Comecei pelo Castelo de São Jorge, estava lá exatamente na hora em que ele abre às 9h. O que foi ótimo, pois consegui ter uma vista panorâmica da cidade. Além de explorar os vestígios de construções do século XI.

Castelo_de_sao_jorge

Dali, passei pela Igreja São Vicente de Fora e cheguei ao Campo de Santa Clara, local em que às terças e sábados acontece a Feira da Ladra, a mais antiga e famosa de Lisboa. Lá vendem antiguidades e quinquilharias.

Próxima parada, Panteão Nacional, que é o local onde se homenageiam os  portugueses que fizeram algo importante pelo país.

Siga para o Miradouro das Portas do Sol e o Miradouro de Santa Luzia. Eles são próximos e possibilitam vistas legais de Lisboa.

Descendo o Largo São Matinho, chegasse a Sé de Lisboa e mais abaixo a Igreja Santo Antônio de Lisboa, que tem até um museu sobre o santo, pois foi lá que ele nasceu. Mais abaixo fica a Igreja da Madalena que também é bem bonita.

Ao pé do morro ficam a Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago, e o Museu do Fado.

As atrações que listei acima ficam no bairro de Alfama, o mais antigo e típico de Lisboa. Além de visitar os pontos turísticos, você consegue notar como vivem os moradores, prestar atenção nas lindas casinhas e vielas.

O lugar é legal também para comprar lembrancinhas são mais baratas do que na região central.

praca_do_comercio

Centro/Baixa

Indo para a Praça do Comércio pela Rua da Alfândega você chega ao Martinho da Arcada, o café tem mais de 200 anos e foi nele que Fernando Pessoa escreveu parte de sua obra.

Na praça há apresentações culturais e muitos turistas. Ao seu redor estão o Museu Lisboa Story Center, que conta a história da cidade, bares, restaurantes e prédios do governo.

Além do Arco da Rua Augusta, que é símbolo do renascimento lisboeta pós-terremoto de 1755, e as margens do Rio Tejo, perfeita para relaxar e curtir o pôr do sol.

Rio_tejo

Passando o arco está a Rua Augusta com suas lojas de roupas e acessórios, algumas bem conhecidas como a Zara e a H&M, vendedores de muambas, artistas de rua, restaurantes, docerias e o Museu de Design e da Moda, que tem entrada gratuita. \o/

Essa região central é a chamada Baixa Pombalina. Ela foi desenhada pelo Marquês de Pombal depois do terremoto. Ao andar, observe o desenho das ruas e a arquitetura dos prédios.

Rossio

Você pode terminar a noite no Rossio. Quando estava lá tinha uma feirinha, tipo quermesse, com doces e bebidas típicas. Tomei até vinho quente, que era bem mais forte do que os do Brasil.

Vale também provar a Ginjinha, bebida típica portuguesa.

Confira o roteiro do dia 2!

Roteiro do terceiro dia em Lisboa!

Roteiro dos dias 4 e 5!