Roteiro de Paris

Roteiro de 4 dias em Paris: Dia 2 (Cafés, Museus e Torre Eiffel)

Como já mencionei algumas vezes, esse negócio de traçar roteiro de 4 dias em Paris é mais uma sugestão de lugares para visitar. Você pode montar seu mapa no Google Maps e ver a rota que preferir.

Outra coisa importante para saber, é que visitar os mesmos lugares em momentos diferentes do dia, podem trazer experiências completamente diferentes.

LE BON MARCHÉ

Quer fazer um passeio parisiense? Visite a Capela de Nossa Senhora da Rue du Bac, coma alguma coisa na Grande Épicerie de Paris e passeie pelo Le Bon Marché.

O Le Bon Marché é uma loja de departamento sofisticada que reúne moda, design, beleza e gastronomia. Confira o horário de abertura. O Grande Épicerie reúne uma grande variedade de alimentos.

Saint-Germain-des-Prés

O bairro que era um antigo reduto de boêmios, intelectuais e famosos atrai turistas e parisienses. Os frequentadores costumam passar longos momentos em seus cafés, observando o movimento das ruas.

Há ainda livrarias, jardins, galerias de artes, igrejas e lojas de alta costura. Na Place Saint-Germain-des-Prés estão as atrações mais famosas: o Café de Flore, o Les Deux Magots e a Église Saint-Germain-des-Prés. 

Museu d´Orsay

O Museu fica em uma antiga estação de trem e abriga obras de consagrados artistas. Entre elas estão: O Autorretrato, de Van Gogh, as Coquelicots, de Claude Monet, L’homme qui marche, de Auguste Rodin e La Danse, de Jean-Baptiste Carpeaux.

É possível comprar o ingresso da atração em conjunto com dois outros museus: o Orangerie e o Rodin. Os bilhetes não precisam ser usados no mesmo dia. O D´Orsay não abre de segunda-feira, mas fica até mais tarde na quinta. Confira!

Você estará às margens do rio Sena e pode observar a paisagem do outro lado do rio que conta com o Louvre, o Jardin des Tuileries e a Praça da Concórdia.

Museu das armas (Invalides)

O Museu das Armas é um ponto bastante interessante para quem gosta de artigos de guerra e principalmente para aqueles que querem saber mais e apreciar objetos do Napoleão Bonaparte.

Próximo a ele está o Museu Rodin e na frente é possível admirar a Ponte Alexandre III.

Museu do Quai Branly – Jacques Chirac

Os museus que eu sugeri aqui são diferentes uns dos outros. O que é bom para você escolher o que gostaria de visitar ou ir a todos sem ver as mesmas coisas.

O Museu do Quai Branly tem uma arquitetura interessante, um jardim externo e  obras que retratam civilizações antigas não-europeias. Como, por exemplo, a pré-Colombiana.

Torre Eiffel

Bem-vinda a atração mais mágica de Paris! Propositalmente, ela está no fim da tarde, pois como o tempo é curto, você pode aproveitá-la em dois momentos: de dia e à noite.

Se a intenção for subir na torre, recomendo fortemente que faça a compra antecipada do bilhete. As filas geralmente são bastante extensas e você vai economizar um tempão.

No interior do monumento há cafés, lojas de souvenires e o famoso restaurante Le Jules Verne. Ao seu redor, o que faz sucesso mesmo são os crepes.

Foi no Champ de Mars, que é o jardim que fica em frente a Torre, que eu vivi um dos momentos mais marcantes da minha estada em Paris. Eu e dois amigos fomos a um mercadinho próximo, compramos vinhos, queijo e pão, e passamos boas horas naquele gramado.

Durante a noite, a Torre Eiffel promove um espetáculo de luzes a cada uma hora. É incrível!

Uma das melhores vistas da Torre Eiffel é da Praça do Trocadero.

Dicas para o piquenique em paris:

  • Vá ao mercado, pois alguns ambulantes passam vendendo as bebidas e são bem mais caras.
  • Sempre carregue uma canga com você.
  • Leve um kit de talheres de plásticos de acampamento que vende, por exemplo, na Decathlon.
  • Compre um saca-rolhas. Você vai até fazer amizades por ter um.

Saiba aonde se hospedar em Paris!

Confira o primeiro dia do roteiro de viagem de Paris.

Roteiro de Viagem de Paris: Dia 3 (Louvre, Moda E Palácios)

Roteiro de Viagem de Paris: dia 4 (Arco Do Triunfo, Montmartre E Champs-Elysées)

Como andar de metrô em Paris? 

Madrid: Roteiro de 3 dias (Dia 3)

Gosto de esportes e costumo sempre visitar estádios, ginásios e arenas esportivas, estando na Espanha não poderia deixar de conhecer a sede dos principais clubes do país e do mundo.

Santiago Bernabéu

Usei o metrô para ir até o Santiago Bernabéu, o estádio do Real Madrid. O local oferece um tour, mas achei muito caro, cerca de 20 euros.

Na tentativa de arrumar um jeito de ver o estádio por dentro sem pagar, decidi andar pelo entorno.

Foi quando eu juntei a fome com a vontade de comer e fiz a melhor descoberta: um restaurante/bar com vista para o interior da arena.

Roteiro Madri

Tomei meu café da manhã que incluía suco de laranja, baguete, café com leite e uma vista sensacional por menos de 5 euros.

O bar, que se chama Real Café Bernabéu, é bem legal, ele é bonito, reproduz alguns elementos do esporte e tem até videogame.

Plaza de Toros

Peguei o metrô novamente rumo a Plaza de Toros de La Ventas, o local ainda abriga touradas.

Fiz uma visita guiada em Português e apesar de eu odiar o que fazem com os touros, achei interessante saber como funcionam os torneios.

Conclusão: espero que eles acabem, mesmo fazendo parte total da cultural do país. Confira o preço do tour!

Roteiro Madri

Bairros alternativos

Próxima parada: os bairros vizinhos Chueca e Malasãnas. Neles estão concentrados os locais moderninhos, cool e LGBT.

Lá há restaurantes, bares, lojinhas, ruas fofas, galerias de arte, museus e o Mercado de San Antón – com comidinhas tradicionais e gourmet. Vale explorar e até curtir a noite!

Gran Vía

Por último, mas não menos importante, ande pela Gran Vía e fique louca com as megas lojas. Foi lá que eu conheci a Primark e sério não soube lidar. Ela é gigante, muito linda e tem preços ótimos.

Originalmente, a marca é inglesa, mas há filiais espalhadas pela Europa.

Confira o primeiro dia de viagem!

Veja o segundo dia do roteiro!

Madrid: Roteiro de 3 dias (Dia 2)

Caso ainda não esteja apaixonada por Madrid, no roteiro de hoje vai ficar. Para variar, fiz tudo andando nesse dia também, mas tem que ter disposição e ninguém é obrigada a nada.

Comecei pelo Museu Reina Sofia (Confira as tarifas e horários). Como fui logo que abriu, não haviam filas para comprar e nem para entrar.

Sem contar que acessei o local por uma entrada que não era a principal, ficava próxima a biblioteca e ao café.

O museu tem uma arquitetura incrível e é dedicado à arte moderna. Fique com o ticket, pois em alguns andares é preciso apresentá-lo. Comprar pela internet é um pouco mais barato.

Roteiro Madri

Subindo a Paseo del Prado, você irá ver o Real Jardim Botânico, para entrar no local é preciso pagar, porém dá para observá-lo superficialmente do lado de fora das grades.

É possível visitar também a Caixa Fórum Madrid, que tem um jardim vertical em uma de suas paredes externas.

Entrei em um bistrô na rua detrás desse centro cultural, pedi uma quiche e um suco de laranja e gastei 14 euros. Isso é muito caro. Então, perguntem o preço antes sempre. Não é vergonha.

Aproveitando a vibe cultural, próxima parada é o Museo Nacional del Prado.Não fui em alta temporada e não tinham filas, mas acredito que deva lotar e talvez valha comprar o ingresso antes pela internet.

O museu é o mais importante da Espanha e conta com obras de importantes artistas nacionais e da Europa. No seu entorno ainda é possível ver as estátuas de Velázquez e de Goya.

Roteiro Madri

Indo para a parte detrás do museu, é possível visitar a igreja San Jerónimo el Real e seguir para o Parque Del Retiro. Vale desbravar o local, passear e relaxar.

Nele encontram-se o Palácio de Cristal, o Palácio de Velázquez e o Estanque Grande del Retiro, um lago em que se pode fazer passeios de barquinhos.

Saia do parque na Praça  da Independência, onde está localizado o monumento Puerta de Alcalá, que já foi a porta de entrada da cidade.

Roteiro Madri

Seguindo a Calle de Alcalá, você chegará ao meu espaço cultural favorito de Madrid: Palácio de Cibeles. Primeiro que o edifício é maravilhoso não só por fora, mas também a parte interna.

Segundo que o terraço tem uma vista incrível da cidade. Ele é gratuito, mas é preciso pagar para ir a parte mais alta do prédio.

Terceiro, as exposições que estavam tento na época eram incríveis, sobre mulheres, deficientes, fotografia, coisas que me fazem refletir e eu adoro isso.

Roteiro Madri

Você pode conhecer a Plaza de Cibeles e andar pela parte da Paseo del Prado que ainda não conhece, vendo a Fuente de Apolo e o Monumento a Los Caídos por Espanha.

Se ainda der tempo, é possível visitar o Museo Thyssen-Bornemisza.

Confira o primeiro dia do roteiro!

Veja o próximo dia da viagem. 

Porto: roteiro de 2 dias (Dia 1)

Fiz o roteiro todo a pé, mas é porque gosto mesmo de andar. Dá para usar o transporte público ou pegar táxi.

Não visitei nessa ordem e algumas atrações nem foram no mesmo dia, pois no meu primeiro dia estava chovendo e tive que optar por passeios em locais fechados.

Pode-se começar o passeio pela Capela das Almas ou Capela de Santa Catarina. A igrejinha é toda revestida de azulejos. Ela foi construída no começo do século XVIII e é uma graça.

capela_das_almas

Durante a tarde a capela fecha por algumas horas. Por isso, confira os horários de funcionamento, se a intenção for visitar o interior do local religioso.

Ande pela Rua de Santa Catarina que é fechada para veículos da Praça da Batalha até a Rua Firmeza. Ela é a principal rua de comércio popular do Porto e conta com lojas conhecidas, cafés e mercearias.

Próxima parada: Mercado do Bolhão. Trata-se de um mercado tradicional que vende frutas, verduras, flores e peixes. Há também alguns restaurantes simples.

Passeie pela Avenida dos Aliados e admire as construções do Porto. Para ter uma vista panorâmica da cidade suba a Torre dos Clérigos.

Um pouco abaixo da torre está o Centro Português de Fotografia, com entrada gratuita.

Conheça os murais de azulejos do interior da Estação de São Bento.

Como comer em Portugal faz parte do passeio, dê uma parada no Nata Lisboa e saboreie os Pastéis de Nata quentes e com canela. Amo!

Aproveite para conhecer a Rua das Flores, uma das mais charmosas do Porto com cafés e lojinhas.

É possível fazer uma visita guiada no interior do Teatro Nacional São João de terça a sábado, às 12h30. Custa 5 euros por pessoa, mas há um passe conjunto: Casa da Música + Serralves + Teatro Nacional São João por 14,50 euros.

O almoço pode ser na tradicional Casa Guedes. O espaço é pequeno e geralmente está cheio, mas o lanche de pernil com queijo da serra é bem gostoso.

Próxima parada, Sé do Porto. A igreja tem uma pegada medieval e uma vista incrível da cidade.

Vista_Porto

Desça até o Palácio da Bolsa. Fiz uma visita guiada e foi bem interessante. No caminho passe pela praça onde fica o Palácio das Artes.

Entre na Igreja Monumento de São Francisco, tem que pagar, mas embaixo tem túmulos e ossadas.

Divirta-se andando às margens do Rio Douro, nas lojinhas e restaurantes da Ribeira, observando a arquitetura dos edifícios de um dos bairros mais antigos da cidade.

Atravesse a Ponte Dom Luís I e  visite o Espaço Porto Cruz. Ideal para saber mais sobre a história e a produção do Vinho do Porto. O edifício tem entrada gratuita.

Na Vila Nova de Gaia ficam os armazéns do Vinho do Porto. As cavas podem ser visitadas e a maioria paga para entrar.

Roteiro Porto

Jantamos a famosa e tradicional Francesinha no Tappas Caffé da Madalena, mas há outros pela cidade. O local é bastante aconchegante com uma decoração rústica. O prato é feito no forno a lenha.

A Francesinha é tipo um sanduíche recheado com vários tipos de carnes, queijo, um ovo em cima e coberta com um molho. Acompanha fritas também. É gostosa, mas não consegui comer tudo.

Tem um molho chamado de “Molho à Homem”, não provei, mas dizem que e é só para os fortes. Tomamos sangria e finalizamos com um Xiripiti, só sei que um copo tem a bebida alcoólica e no outro uma docinha. A ideia é misturar as duas e tomar.

Confira o segundo dia de passeio pelo Porto! 

Roteiro Harry Potter no Porto!

Lisboa: Roteiro de 3, 4 e 5 dias (Dia 3)

O roteiro desse dia abrange lugares um pouco mais distantes do centro, mas estamos falando de cerca de uma hora de tempo gasto no trecho mais longo: Oriente-Belém.

Parque das Nações

Ir ao Parque das Nações é conseguir ter uma visão diferente de Lisboa. Na região estão áreas mais modernas, que não seguem a tradicional arquitetura vista na região central.

Roteiro Lisboa

Lá há um Oceanário grande e muito bonito. Aconselho comprar o ingresso antes, pois as filas são longas. Se você estiver viajando com crianças, o passeio é imperdível.

Outra atração legal é o teleférico que garante uma vista panorâmica do parque, dos bairros arredores, do Rio Tejo e da Ponte Vasco da Gama.

Nos pavilhões destinados a encontros internacionais há alguns restaurantes. Pode-se também aproveitar o shopping para fazer comprinhas e almoçar.

O MEO Arena também fica no Parque das Nações e é local onde acontecem os grandes shows de artistas consagrados.

Os portugueses costumam frequentar o local aos domingos. Fui em um feriado e estava bem cheio.

Belém

Da Estação Oriente sai um ônibus com destino a Belém-Jerônimos. Ele irá parar no Mosteiro dos Jerônimos. Ele é realmente incrível por dentro e por fora. A área da igreja é gratuita!

Próximo a praça do Império está o Centro Cultural de Belém, que além de exposições, tem eventos musicais, restaurante, loja e um terraço ótimo para descansar.

Roteiro Lisboa

Em frente é possível avistar o Padrão do Descobrimento, um monumento símbolo das conquistas portuguesas, que, sim, nós poderíamos ter ficado sem essa.

Andando mais um pouco chegasse a um ponto turístico famoso de Lisboa: a Torre de Belém.

Roteiro Lisboa

Para fechar o seu passeio com chave de ouro coma e leve para viagem o original Pastel de Belém. Só de pensar já dá água na boca. Foi o melhor da vida!

Nos outros lugares o tradicional doce português é chamado de Pastel de Nata. Acho que o segredo é ele quente com canela em cima.

Tem bolinho de bacalhau também. Aliás, uma curiosidade, eles são vendidos em tipo botecos em Lisboa e são baratos, cerca de 1 euro.

Fora o da Casa Portuguesa, que fica na Rua Augusta no centro. Ele vem com Queijo Serra da Estrela. O nome também muda é Pastel de Bacalhau e não bolinho. Outra maravilha portuguesa!

bolinho_de_bacalhau

LX Factory

Desça na LX Factory finalize o dia entre as lojinhas, bares, restaurantes e até dá para pegar uma balada. O Viaje na Viagem fez um post sobre esse lugar.

Roteiro de Lisboa dia 1

Roteiro de Lisboa dia 2

Roteiro dos dias 4 e 5!

Lisboa: Roteiro de 3, 4 e 5 dias (Dia 2)

Transporte público em Lisboa

No segundo dia do roteiro de Lisboa você pode optar pelo bilhete diário Carris/Metrô.

Ele te dá direito a um número ilimitado de viagens em todos os transportes: ônibus, bonde, metrô, ascensor e até no Elevador de Santa Justa. Durante 24 horas, contadas a partir da primeira validação.

Cuidado com seu cartão, pois batedores de carteira levaram o meu na minha primeira viagem. Falei como combatê-los em um outro post. Há outras formas de tarifas de transporte público em Lisboa.

Elevador de Santa Justa

Comece o dia pelo Elevador de Santa Justa, ele funciona das 7h às 23h, de maio a outubro e até às 22h no restante do ano. Você pode subir de manhã e à noite para ver a cidade em diferentes momentos, mas tem que ter paciência com a fila.

Roteiro Lisboa

Quando chegar na parte de cima, depois de observar a vista, claro, siga para o Museu Arqueológico do Carmo.

O edifício é o maior monumento gótico de Lisboa e era um convento antes de ser atingido pelo terremoto de 1755.

Ao lado dele tem o Museu do Exército, ou algo assim, com entrada gratuita. Desça a Calçado do Carmo e chegue até Praça do Rossio. Ande até a Praça da Figueira, note a estátua de Dom João I e a feirinha que acontece no local.

Depois, vá a Igreja de São Domingos. Ela sofreu um incêndio nos anos 50 e nunca foi totalmente restaurada, guardando marcas do incidente.

Siga até a Praça dos Restauradores, ao seu redor também há alguns museus, cafés, restaurantes e galerias de arte.

Bairro Alto

Pegue o Ascensor da Glória, que também aceita o bilhete do dia, e siga para o Bairro Alto através da Calçada da Glória.

Roteiro Lisboa

Você irá sair no Miradouro de São Pedro de Alcântara e poderá curtir outra vista panorâmica de Lisboa.

Seguindo pela Rua Dom Pedro V, chegasse ao Jardim do Príncipe Real, ao Jardim Botânico da Universidade de Lisboa e ao Museu da História Natural.

Você pode pegar um ônibus até o Jardim da Estrela, que dá uns 10 minutos, e conhecer também a Basílica da Estrela.

Mercado da Ribeira

Desça com o bonde até o Mercado da Ribeira, sério, aqui tem todo o tipo de comida e tudo é muito maravilhoso.

Fui em vários dias e provei Caldo Verde, um prato de Bacalhau preparado por um chef que tem sua tenda lá e bolinhos de vários recheios.

Roteiro Lisboa

Depois de estar bem alimentado, o que acontece praticamente o dia inteiro em Portugal, visto que é bem difícil resistir a todas as delícias da terrinha, #partiuchiado.

Bairro alto

Suba até a Praça Luís de Camões e se depare com mais duas igrejas: Igreja do Loreto e Igreja da Nossa Senhora da Encarnação.

Nas proximidades, na Rua Garret, fica o Café a Brasileira. O lugar em que os turistas param para tirar a tradicional foto com a estátua do Fernando Pessoa.

Na mesma rua fica a Bertrand Livreiros, uma livraria de 1732, conhecida por ser a mais antiga do mundo.

Lojas

Esse bairro é bem comercial, então, conta com várias lojas e até um shopping. Cheguei a ver a Havaianas e o Boticário.

Aliás em Portugal tem pão de queijo, brigadeiro, quindim, caipirinha, pastel e outras coisinhas brasileiras.

Eles conhecem nossos artistas e sabem muito sobre a gente, inclusive entendem mais o que falamos do que nós a eles. Devem ser as novelas. Uma amiga disse que o auge de um ator português é trabalhar no Brasil.

Uma loja que eu gostei muito e depois até achei em outros lugares da Europa foi a Tiger. Ela vende objetos fofinhos de decoração e itens úteis para viajantes, como: tampão de ouvido, máscara para dormir, fones, carregador, potinhos, cadeado, elástico para mala e mais.

a melhor Vista panorâmica de lisboa

Veja o pôr do sol no Miradouro da Senhora do Monte. É realmente incrível, geralmente rola uma música e algumas pessoas levam bebidas.

Roteiro Lisboa

COMO CHEGAR AO MIRADOURO DA SENHORA DO MONTE

Para chegar até lá eu passei por momentos de medo e cansaço. Segui as coordenadas do Google Maps do que seria um caminho fácil com duração de 10 minutos.

Peguei o metrô no Baixa-Chiado e desci no Intendente. O resto do percurso era para ser feito a pé.

Quando desci já notei que o bairro era bem diferente, só haviam imigrantes, nada contra, e na gigantesca maioria homens.

Comecei a andar e um deles começou a me seguir, queria dinheiro. Virei na rua indicada e no começo ela era deserta, mas depois tinham vários bares só com homens, eu passava e eles ficavam encarando.

Sai dali, fiz o caminho mais longo e comecei a subir o morro, o que me fez encontrar com caras que realmente mexiam. Vi que havia um grupo de turistas mulheres e me juntei a elas para sentir segurança.

Resumindo: não siga a indicação do Google Maps, pode parecer, mas não é a melhor opção.

Uma alternativa é descer na Martim Moniz e subir de Tuk Tuk. Acho que dá para pegar um bonde, mas o Google não fala nada sobre. A subida até lá é pesada, mas se tiver em grupo vale encarar.

Do Miradouro da Senhora do Monte eu ainda andei até a Igreja e Convento da Graça que também tem uma vibe boa e uma vista legal de Lisboa

Roteiro Lisboa

Dali é possível pegar um bonde em uma rua próxima, descer até a Martim Moniz e pegar o metrô.

Volte para o Bairro Alto à noite e veja como ele é badalado, cheio de bares e restaurantes.

Confira o dia 1 do Roteiro de Lisboa! 

Roteiro do terceiro dia em Lisboa!

Roteiro dos dias 4 e 5!

O que fazer em San Francisco?

Fiquei pouco tempo em San Francisco, mas, com muito empenho e disposição, consegui visitar todos os pontos turísticos que eu desejava. Então, saiba o que fazer em San Francisco!

9 Atrações em San Francisco

  1. Lombard Street a ladeira é famosa por ser em zigue-zague.Lombard Street
  2. Alcatraz o presídio abrigava os presos mais temidos dos Estados Unidos, entre eles o Al Capone. Para chegar até lá, peguei o Alcatraz Cruises, comprei o ingresso antecipado pela internet. A visita é sensacional, guiada por meio de fones de ouvidos, em diferentes idiomas.    Alcatraz
  3. Fisherman’s Wharf e Pier 39 é tipo um shopping a céu aberto. Tem muitas lojas e restaurantes. Aqui é possível tomar a típica Clam Chowder Soup, no Boudin, ver leões-marinhos e comer um chocolate no Ghirardelli. No bairro há souvenir à venda, mas achei que eles não eram de uma boa qualidade. Pier 39
  4. Golden Gate Bridge – a famosa ponte liga San Francisco a Sausalito. Há uma linha de ônibus que atravessa a ponte e outra que vai até o começo dela. 
  5. Palace Fine Arts – lindo, lindo, lindo. Um visual incrível, dentro e fora do palácio.Palace Fine Arts
  6. Crissy Field – o local perfeito para apreciar o pôr-do-sol atrás da Golden Gate Bridge. Crissy Field
  7. Golden Gate Park – o parque é gigante, dá para se perder fácil, por isso, é importante a ajuda de um mapa. O lugar conta com campo de golfe, futebol, baseball, área para pic nic, para fazer churrasco, jardins, museus e muito mais.Golden Gate Park
  8. Alamo Square – o bairro é perfeito para apreciar a arquitetura vitoriana.
  9. Chinatown – essa é a maior Chinatown fora da Asia. Parece até que você mudou de país, após passar somente por um túnel. Quando visitei o bairro, era a época do ano novo chinês, tinham muitas festas, feiras e uma decoração especial por lá.Chinatown

Como não amar San Francisco?